Biofisica da Visao - NOVO

Report
ÍNDICE DE REFRAÇÃO
EX.: A velocidade de propagação da luz no vidro é de
200.000 km/s. Então seu índice de refração será de 1,5.
n1.sen(i)=n2.sen(r)
BORDAS FINAS
BORDAS ESPESSAS
CONVERGENTE
DIVERGENTE
CONVERGENTE
OBS.: quando n lente > n meio
DIVERGENTE
PROJEÇÃO
CONJUGA IMAGEM REAL
OBSERVAÇÃO
CONJUGA IMAGEM VIRTUAL
Convenção de sinais:
A distância D0 é sempre positiva.
A distância Di será positiva se a imagem for real e negativa se for
virtual.
f será positiva quando a lente for convergente e negativa quando for
divergente.
Para a distância focal, usa-se a medida em metros, aplicando-se na equação
acima, obtêm-se a unidade para C = m-1, a qual é conhecida por dioptria,
cujo o símbolo é di, que popularmente é conhecido como sendo o grau de
uma lente.
Ex.: uma lente cuja distância focal é de 50 cm terá uma convergência de 2
di.
Obs.: O sinal do foco poderá ser + ou -.
VOCÊ É UMA PESSOA EMÉTROPE?
LENTES DIVERGENTES
LENTE CONVERGENTE
Uma pessoa percebe que só consegue ver nitidamente as
letras de um livro a uma distância mínima de 1,0 m, com
qualquer dos olhos.
A) Qual o defeito visual dessa pessoa?
B) Qual o tipo de lente para sua correção?
LENTE CONVERGENTE
Deficiência na visão que dificulta a percepção de uma ou de
todas as cores. Nas pessoas daltônicas os cones não
existem em número suficiente ou apresentam alguma
alteração.
Este tipo de daltonismo é condicionado por um gene recessivo
ligado ao sexo. o gene para a visão normal é representado por
D, e o gene para o fenótipo daltônico é representado por d.
Genótipos
homem normal
homem daltônico
mulher normal
mulher normal
portadora
mulher daltônica
Fenótipos
XDY
XdY
XDXD
XDXd
XdXd
Baixa de visão em um olho que não se desenvolveu
adequadamente na infância. As vezes é chamado "olho
preguiçoso".
Para corrigir a ambliopia, é necessário que a criança utilize
o olho fraco. Isto é feito em geral através da oclusão (uso de
tampão) do olho bom.
A catarata bloqueia ou destorce os raios de luz que entram
nos olhos. Isto causa o brilho exagerado de fontes, como
lâmpadas ou raios do sol. A visão torna-se gradualmente
borrada, perdendo a nitidez, mesmo durante o dia.
A conjuntivite é uma inflamação da conjuntiva, que é a
membrana que reveste o “branco” do olho, podendo causar
alterações na córnea e nas pálpebras.
Uma desordem ocular não inflamatória e auto-limitada
caracterizada pelo afinamento progressivo da parte central da
córnea.
No ceratocone a córnea assume uma forma de cone, por isso o
nome, o que acarreta na percepção de imagens distorcidas.
Protrusão anormal de um ou de ambos os olhos. Nem todos
os indivíduos com olhos protuberantes necessariamente
apresentam exoftalmia.
Quando há aumento da pressão intra-ocular e danos no
nervo óptico decorrentes desse aumento de pressão.
Considera-se como elevada a pressão ocular acima de 21
mmHg. A pressão intra-ocular varia durante o dia, sendo
mais elevada na maioria das pessoas nas primeiras horas
da manhã. Assim sendo, ao lado do valor absoluto, é
importante o conhecimento da variabilidade da pressão
para o adequado manejo da doença.
É uma pequena membrana na superfície do olho que cresce
em direção à córnea. Conhecido popularmente como "carne
crescida" ou chamado erroneamente de "catarata".
A úvea, também denominada trato uveal, é constituída
por três estruturas: a íris, o corpo ciliar e a coróide.
A uveíte é a inflamação de qualquer parte da úvea. A
úvea
pode
inflamar
parcial
ou
totalmente.
A
inflamação restrita a uma parte da úvea pode receber o
nome da zona envolvida como, por exemplo, irite
(inflamação da íris) ou coroidite (inflamação da
coróide).

similar documents