- III Congresso Saúde Mental na Educação

Report
II Congresso de Saúde Mental na Educação
26 a 28 de outubro de 2012 - Canela - RS
1
“...somente
voa
quem
ousa
fazê-lo...”
II Congresso de Saúde Mental na Educação
26 a 28 de outubro de 2012 - Canela - RS
2
“Relacionamento professor – aluno, como lidar com a geração atual?”
Jacqueline Müllich Fensterseifer
27 de outubro de 2012
3
Salvador A H Celia
1940 – 2009
“Salvador apelava sempre a sua empatia,
ao seu próprio compromisso afetivo
para estabelecer uma
PONTE
entre os técnicos
(...professores...)
entre os pais
entre o bebê
(...alunos...)
...relacionamento...
e
e
e
os pais,
o bebê,
(...alunos...)
o mundo.”
4
...relacionamento...
5
“...para isso,
ele (Salvador Célia) sabia
que tinha que falar
uma linguagem muito
particular,
a linguagem que
implicava o corpo,
que implicava os afetos,
a surpresa,
a espontaneidade:
Victor Guerra
...relacionamento...
6
Sigmund Freud (1856-1939)
Melanie Klein (1882 – 1960)
Anna Freud (1895 – 1982)
Serge Lebovici – (1915 – 2000)
Jean Piaget (1896-1980)
Donald Woods Winnicott (1896 – 1971)
Rubem Alves (1933-
Victor Guerra
Erik Erikson (1902-1994))
Françoise Dolto (1908 – 1988)
René Árpád Spitz (1887 – 1974)
John Bolwby (1907 – 1990)
...relacionamento...
7
...a “a linearidade do tempo cronológico é uma verdade
comum e implacável a todos, mas a HISTÓRIA é tecida
no emaranhado das relações”...
...relacionamento...
8
...
relisiliência...
...envelope
sonoro...
...envelope
psíquico...
“...pele psicossocial...”
Salvador Célia
...relacionamento...
“...quando a gente
abre os olhos,
abrem-se
as janelas do corpo,
e
o mundo aparece
refletido
dentro da gente...”
...relacionamento...
Rubem Alves
1933 – Boa Esperança – Minas Gerais
10
assimilação
acomodação
...equilíbrio...
adaptação
...relacionamento...
maturação
11
?
?
* professor *
* professora *
?
?
12
...“a
hospitalidade
consiste em
ACOLHER
aquele que chega
antes de lhe
impor
condições”...
* professor *
* professora *
13
... e nossos professores são preparados...
* professor *
* professora *
14
...função
de
espelho...
...vínculo...
...conhecimento...
...professores...
...frustração,
desilusão,
continuidade...
* professor *
* professora *
...sustentação
e
unificação ...
15
* professor *
* professora *
Rubem Alves
1933 – Boa Esperança – Minas Gerais
16
...alunos...
17
...alunos...
18
...alunos...
19
...alunos...
20
...alunos...
21
“…educar é,
certamente,
a tarefa mais
gratificante
e ao mesmo tempo
mais
assustadora
que uma pessoa pode
assumir”…
...alunos...
22
...parque de estacionamento...
...modelo de aluno...
...subjetividades construídas...
...alunos...
23
...“o professor instiga,
provoca o aluno,
mas,
em última instância
é este que decide
sobre
seus atos
e
suas ações”...
...alunos...
24
...“aprender
é um direito
valioso,
que comporta
uma série de
deveres”...
...alunos...
25
...geração atual...
26
“...“os cuidados” – AULAS - devem ser realizados mediante
uma relação afetiva
que passa pelo olhar,
pela voz,
pelos gestos,
e pelo investimento qualitativo de relação...”
...geração atual...
27
...“ensinar não é transferir a inteligência
do objeto ao educando, mas torná-lo capaz
de inteligir e comunicar o inteligido”...
...geração atual...
28
...“o indivíduo nasce na espécie humana,
mas só se humaniza pela mediação do adulto”...
...geração atual...
29
...geração atual...
30
...geração atual...
31
BIAGGIO, Ângela. Psicologia do Desenvolvimento. Petrópolis: Vozes, 1992.
BOWLBY,John. Uma base segura. Porto Alegre: Artes Médicas, 1989.
(Conferência 7 – O papel do apego no desenvolvimento da personalidade (pg. 117 – 132))
CHEMAMA, Roland (org.). Dicionário de psicanálise. Porto Alegre: Artes Médicas, 1995.
CÓRIA-SABINI, Maria Aparecida, Psicologia do Desenvolvimento. São Paulo: Editora Ática, 2001.
CORRÊA, M. E. G.; FRANÇA, P. S. (Org.) Novos olhares sobre a Gestação e a criança até os três anos: saúde
perinatal, educação e desenvolvimento do bebê. Brasília: L. G. E. 2002.
DERRIDA, Jacques. Papel – Máquina . Editora Liberdade.
ERIKSON, Erik. O Ciclo de Vida Completo. Porto Alegre: Artes Médicas. 1998.
FADIMAM, J. e FRAGER, R. Teorias da Personalidade. São Paulo: Harbra, 1986.
FALK, Judit. Educar os três primeiros anos / a esxperiência de Lóczy. São Paulo: JM Editora, 2004.
FAWAZ, Paulina F. La familia adoptiva chilena en los últimos diez años. Gobierno de Chile – 2006.
GADDINI, Renata. Il processo maturativo – studi sul pensiero di Winnicott. Padova: CLEUP, 1982.
GOLSE, Bernard. Sobre a psicoterapia pai-bebê: narratividade, filiação e transmissão. São Paulo: Casa do Psicólogo,
2003.
GUERRA, Victor. Sobre los vinculos padres-hijo en el fin de siglo y sus posibles repercusiones en el desarrollo del niño.
Ver. A.P.U., No. 91.
KLEIN, Melanie. Amor culpa e reparação. Rio de Janeiro: Imago Editora Ltda., 1996.
LACROIX, M-B.; MONMAYRANT, M. (1997). Os laços do encantamento – a observação de bebês,
segundo Esther Bick, e suas aplicações. Porto Alegre: Artes Médicas.
LECANNELIER, Felipe. (2006). Apego e intersubjetividad – influencia de los vínculos tempranos en el desarrollo humano
y la salud mental. Santiago: LOM Ediciones.
MÉLAGA, M. P. (1997). A importância da Construção do Vínculo no Desenvolvimento do Indivíduo.
In: N. Fichtner (Org.) Prevenção, Diagnóstico e Tratamento dos Transtornos Mentais da Infância e
da Adolescência – um enfoque desenvolvimental (p. 26-35). Porto Alegre: Artes Médicas.
NEUMANN, A. (2003). As idéias de D. W. Winnicott – um guia. Rio de Janeiro: Imago.
NOLTE, D. (2003). As crianças aprendem o que vivenciam. Rio de Janeiro: Sextante.
PEREZ-SANCHEZ, M. (1997). A observação de bebês, segundo Esther Bick, uma pauta musical
. In: M-B Lacroix, M Monmayrant (Org.). A observação de bebês – os laços do encantamento (p. 57-60). Porto Alegre:
Artes Médicas
...leituras utilizadas...
32
OCHOA-TORRES, C.; LELONG, I. (2004). A função parental: uma abordagem a partir da teoria do apego. In:
M. C. P. Silva (Org.). Ser pai, ser mãe parentalidade: um desafio para o terceiro milênio (p.123-131). São Paulo:
Casa do Psicólogo.
ORGNIZADORES: Laurista Corrêa Filho, Maria Elena Girade Corrêa, Paulo Sérgio França. Novos olhares
sobre a Gestação e a Criança até os 3 anos: Saúde Perinatal Educação e Desenvolvimento do Bebê. L. G. E.
Editora – Brasília: L. G. E., 2002.
(Da transparência psíquica à preocupação materna primária: uma via de objetalização / Monique Bydlowski,
Bernard Golse, (pg. 215 - 220))
(Depressão do Bebê, Depressão da Mãe – conceito de psiquiatria perinatal / Bernard Golse, (pg. 232 - 248 ))
(Cuidando do bebê e sua família no período perinatal: abordagens de prevenção e de intervenção precoce
Na Unité Petite Enfance Vivaldi / Jaqueline Wendland, (pg. 512 – 535))
ORTEGA, F.; BEZERRA JR. B. Winnicott e seus interlocutores. Rio de Janeiro,: Relume Dumará, 2007.
NEWMAN, Alexander. As idéias de D. W. Winnicott. Rio de janeiro: Imago, 2003.
SEGAL, Hanna. Introdução à obra de Melanie Klein. Rio de Janeiro: Imago Editora Ltda., 1975.
SEGAL, Hanna. As idéias de Melanie Klein. São Paulo: Editora Cultrix, 1983.
STERN, Daniel. A constelação da maternidade: o panorama da psicoterapia pais/bebês. Porto Alegre: Artes
Médicas, 1997. (A constelação da maternidade (pg. 161 – 178))
STERN, Daniel. El nacimiento de uma madre. Buenos Aires: Paidós, 1999. (Uma madre habla (pg. 119 – 126))
TIMI, M. S. R.; BRAGA, L. R. M.; MARIOTTO, R. M. M. (2004). Um bebê não existe sozinho - considerações
sobre a clínica psicanalítica com bebês. Revista Psicologia Argumento, Curitiba, v.22, n.36, p. 49-56.
TONUCCI, Francesco. Com olhos de criança. Porto Alegre: Artes Médicas, 1997.
VERDEN – ZOLLER, G.; MATURANA, H. R. (2004). Amar e brincar – fundamentos esquecidos do humano.
São Paulo: Palas Athena.
WINNICOTT, Donald Woods. O ambiente e os processos de maturação. Porto Alegre: Artmed, 1983.
WINNICOTT, Donald Woods. Tudo começa em casa. São Paulo: Martins Fontes, 1996.
WINNICOTT, Donald Woods. Da Pediatria à Psicanálise – Obras Escolhidas. Rio de Janeiro: Imago Ed., 2000.
WINNICOTT, Donald Woods. As idéias de D. W. Winnicott. Rio de Janeiro: Imago, 2003.
WINNICOTT, Donald Woods. A família e o desenvolvimento individual. São Paulo: Martins Fontes, 2005.
WINNICOTT, Donald Woods. O gesto espontâneo. São Paulo: Martins Fontes, 2005.
WIKIPEDIA, l’enciclopedia libera.
...continuação...
33
...TEXTOS...
* Educacion e intersubjetividad, dos compañeros em la
vida.
La historia del emperador y de la niña em la calle.
Victor Guerra
* Professores e alunos – relações a serem construídas
Maria Luisa M. Xavier
**Por uma educação alegremente (des)organizada
Marco Aurélio Querubim
** Ser professor na sociedade aprendente
Ivania Nogaro; Nice M. Sceffer; Arnaldo Nogaro
...continuação...
34
“Minhas memórias foram compostas por crianças,
POIS SÃO A SEMENTE da palavra,
de pássaros que representam a liberdade,
e andarilhos que possuem
a linguagem do chão
pois inventaram
CAMINHOS”
Manoel de Barros
...agradeço as crianças da Escola Educar-se,
que fizeram os desenhos...
35
...agradeço a oportunidade...
36

similar documents