Apresentação 28_09

Report
CLUBE CAMPESTRE DE RIO VERDE
CNPJ: 02.607.570/0001-70
AUDITORIA CONTABIL
Metodologia Aplicada
 Conciliação Contábil da Tesouraria, com idoneidade dos
documentos;
 Revisão da Folha de Pagamento e encargos incidentes;
 Revisão da escrituração dos livros fiscais / contábeis e das
Demonstrações Contábeis;
Revisão dos documentos fiscais de compras;
Revisão das receitas.
Receita Operacional
Receita Operacional
 As receitas devem seguir os mesmos critérios de
contabilização utilizados em relação as despesas, ou
seja,
deverão
ser
registradas
pelo
regime
da
competência e não de Caixa , para apurar o real valor
das receitas mensais e da inadimplência, para uma
análise técnica dos resultados
Receita Operacional
Sugerimos a emissão de boletos bancários dos valores a receber no
que se refere as mensalidades dos associados, dessa forma o processo
de gestão estaria contemplando os requisitos contábeis do regime de
competência e melhor gestão da tesouraria.
O recebimento via Cheque do associado, além de resultar em um
custo elevado no pagamento de comissões, e acompanhamento
redobrado do conselho fiscal em fiscalizar e verificar os saldos de
caixa em moeda e cheques pré-datados.
Despesas
 As despesas foram reconhecidas por competência, porém
não foram atribuídas por centro de custos ou centros de
responsabilidades, a segregação correta das despesas por
centro de responsabilidade possibilita à gestão uma análise
setorizada de Superávit/Déficit. Possibilitando tomadas de
decisões mais assertivas.
Cheques pré-datados
A conta "Cheques a Receber", é uma conta transitória, movimentada
para evidenciar contabilmente, a movimentação de entradas e saídas da
mesma. Uma vez contabilizada as entradas, os cheques ficam sob a
responsabilidade do Departamento Financeiro,
até a data da saída.
Podendo nesse intervalo de tempo, serem trabalhados ou negociados
livremente, uma vez que a saída somente será contabilizada com o
depósito ou desconto em conta corrente;
 Em conseqüência direta desta forma operacional de recebimento de
receitas, existe um alto índice de cheques devolvidos.
Cheques pré-datados
 Durante os levantamentos foram constatados valores expressivos
na conta de controle dos cheques pré-datados. Estes documentos
não foram fisicamente apresentados, mas os valores transitados por
essa conta apresentam índices elevados se forem comparados com os
recebimentos mensais. Estatisticamente os valores que transitaram
pela tesouraria neste período foram os seguintes:
Receitas x Cheques a Receber
Financeiro
Análise de Caixa/Bancos
Levantamentos
realizados
através
da
conciliação
por
amostragem das movimentações bancárias e de caixa,
confrontando os valores registrados na contabilidade, a
idoneidade dos documentos físicos e os extratos dos bancos.
Fundo Fixo
Utilizar um modelo de caixa específico, denominado geralmente de
fundo fixo de caixa, observando os seguintes critérios:
a) os fundos devem ser estabelecidos em níveis aceitáveis ou
razoáveis às necessidades da empresa, visando pagamentos de
gastos de pequeno porte;
b) os valores previamente estabelecidos, deverão ficar sob a
responsabilidade do gestor da tesouraria;
c) fixar limite para pagamentos em dinheiro;
d) Não permitir ao gestor da tesouraria a execução de transações
de descontos cheques de funcionários ou terceiros.
Adiantamentos
Os
adiantamentos
para qualquer finalidade, inclusive para
fornecedores, deverão ser previamente autorizados por funcionários
responsáveis, dentro de limites de competência pré-estabelecidos por
normas internas, aprovadas pela diretoria e conselhos
Gestão de compras
Estruturar o departamento de compras, visando gerenciar as reais
necessidades de reposição de estoque, que sejam feitas no mínimo três
licitações ou requisição de compras para fornecedores emergenciais ou
de valores irrelevantes. Buscar evidenciar a transparência, com fluxos de
documentos que possibilitem a rastreabilidade das transações
Materiais/Estoques
As perdas normais de produção de alimentos, bem como produtos
vencidos e deteriorados não foram registradas e não integraram o
custo de vendas;
Estruturar o departamento de Estoques, inicialmente efetivando
Levantamento físico dos estoques existentes dos produtos.
Implantação dos controles de estoque no sistema informatizado.
Passando a adotar o uso de requisição, para retirada de produtos do
estoque para utilização na produção.
Departamento Pessoal
Contribuições Previdenciárias
Foram constatados durante o processo de levantamento das
transações, falta de recolhimentos de INSS, relativos de alguns meses
de 2009, 2011 e 2012. Os valores referentes a esses meses foram
parcelados.
A multa e juros de mora da falta do recolhimentos de INSS, não
foram reconhecidos na Contabilidade pela competência.
Salientamos a importância do controle do fluxo de caixa, para evitar
atrasos nas obrigações contraídas.
Materiais/Estoques
Não foi apresentado nenhum relatório que comprove a
existência de controles físico e financeiros de estoques dos
produtos adquiridos para revenda ou para consumo,
 Registros inadequados no grupo de estoques
Designar um controlador de estoques para que o mesmo tenha
compromisso com a informação, é a contabilidade fazer as
conferencias de forma que espelhe a realidade nos Balanços.
Parcelamento Contribuições
Previdenciárias
Nº do Pedido 799459
Saldo Devedor do Parcelamento R$ 146.602,55
Origem do Pedido E - CAC
Data de Atualização do Saldo Devedor 01/03/2013
Quantidade de Parcelas concedidas 60
Nº do Pedido 709802
Saldo Devedor do Parcelamento R$ 231.300,17
Origem do Pedido Unidade da Receita Federal
Data de Atualização do Saldo Devedor 01/03/2013
Quantidade de Parcelas concedidas 60
Parcelamento Procuradoria
Saldo Devedor do Parcelamento R$ 161.079,85
Cálculos das Contribuições
Conforme levantamentos o CNAE 93123-00, o enquadramento
na tabela de FPAS o recolhimento do INSS deverá ser pelos
percentuais:
alíquota de 20% Empresa
4.5% Terceiros
2,0% Rat/Sat(Seguro
 Não constam nos
Acidente Trabalho/Risco Ambiental do Trabalho)
cálculos
dos encargos previdenciários
valores relativos ao acidente de trabalho. Portanto se o Clube vier
a ser notificado, o ônus desses valores dos ultimos 5 anos deverão
ser apurados, recolhidos ou parcelados com juros e multas.
Pagamento de Serviços PF/PJ
Constatamos
um volume elevado de pagamentos de serviços
contratados , sem as devidas retenções exigidas pelo fisco conforme
conforme previsão do RIR 3000/99 e Lei 9.876/99, bem como a falta de
recolhimentos dos encargos patronal.
Ressaltamos que as contingências fiscais constituem um dos principais
riscos que a entidade está exposta,
pois está deixando de cumprir
obrigações regulamentadas em legislação, como por exemplo à retenção
e posterior recolhimento de impostos em pagamentos realizados a
terceiros, onde a sua execução seja compatível com a legislação
pertinente, pois a entidade responde solidariamente com
prestadores de serviços, perante os órgãos fiscalizadores.
seus
Imobilizado

Não foram apresentados relatórios de
controles Patrimoniais,
depreciação e perdas, quando aplicáveis. As depreciações deveriam
serem reconhecidas com base na vida útil, estimada de cada ativo pelo
método linear. A vida útil estimada, os valores residuais e os métodos de
depreciação deveriam terem sido revisados anualmente e os efeitos de
quaisquer mudanças nas estimativas deveriam ter sido contabilizados.
A individualização dos bens patrimoniais seria oportuna sob a ótica
administrativa e contábil, pois se torna importante para:
Imobilizado
Identificar o valor de aquisição, acréscimos posteriores, bem como a
depreciação ou amortização acumulada dos bens baixados;
 Prover as bases de cálculo e apropriação de despesas de depreciação e
amortização, inclusive, por centro de custo;
 Manter adequado controle físico e contábil sobre os bens do ativo
imobilizado;
Balanço Patrimonial
Ativo
Balanço Patrimonial
Passivo
DRE-Demonstração do
Resultado
Indicadores Econômicos
Demonstrações
Análise por competência
Demonstrações
Análise por competência
Débitos Assumidos pela Gestão Atual
PLANILHA VALORES DIVIDAS ASSUMIDAS PELA GESTÃO ATUAL
DISCRIMINAÇÃO
RECONHECIDOS
NÃO
CONTABILIDADE RECONHECIDOS
IPTU 2010/2011/2012
83.282,71
ANTECIPAÇÃO CRÉDITOS ASSOCIADOS
612.141,30
ICMS MESES 01 A 06/2012
24.304,29
EMPRESTIMO SICREDI
100.000,00
TERRENO ADQUIIRIDO
150.000,00
CONTAS A PAGAR AGOSTO
90.122,58
PARCELAMENTO PREVIDENCIÁRIO
538.982,57
ECAD
140.000,00
INDENIZAÇÃO (AÇÃO JUDICIAL)
114.000,00
SANEAGO
400.000,00
TOTAL 01 DÍVIDAS VALORES
1.515.550,74
737.282,71
TOTAL GERAL DÍVIDAS
2.252.833,45
Parecer com Ressalva
1. Examinamos os balanços patrimoniais do CLUBE
CAMPESTRE DE RIO
VERDE, levantados em 31 de dezembro de Agosto 2009 a
julho 2012,
e as respectivas demonstrações de resultado, aos exercícios findos
naquelas
datas,
elaborados
sob
a
responsabilidade
de
sua
administração. Nossa responsabilidade é a de expressar uma opinião
sobre essas demonstrações contábeis.
2. Nossos exames foram conduzidos de acordo com as normas de
auditoria
e
compreenderam,
entre
outros
procedimentos:
(a)
o
planejamento dos trabalhos, considerando a relevância dos saldos, o
volume de transações e os sistemas contábeis e de controles internos da
entidade; (b) a constatação, com base em testes, das evidências e dos
registros
que
suportam
os
valores
e
as
informações
contábeis
divulgados; e (c) a avaliação das práticas contábeis e estimativas mais
representativas adotadas pela administração da sociedade, bem como da
apresentação das demonstrações contábeis tomadas em conjunto.
Parecer com Ressalva
3. A Contabilidade registra as Receitas por regime de Caixa e as
Despesas por Regime de Competência. Esta pratica traz distorções nos
resultados contábeis bem como o fluxo de caixa do Clube Campestre.
4. Não foram reconhecidos nos Balanços as Despesas de juros e multas
de mora pelo não recolhimento na data, de guias de Previdência Social.
Alem disso existe o risco tributário pelo não recolhimento dos encargos
sobre serviços e a taxa de acidente de trabalho dos funcionários.
5. Na Contabilidade não estão reconhecidos os efeitos da depreciação
6. Os Controles Internos não estão sendo conduzidos de forma que
espelhe clareza os processos internos.
Parecer com Ressalva
7. Em nossa opinião, exceto quanto aos efeitos na contabilidade dos
itens 3 ao 6, as Demonstrações Contábeis acima referidas, representam
a posição patrimonial e financeira do Clube Campestre de Rio Verde nos
períodos auditados (Agosto de 2009 a Agosto de 2012), o resultado de
suas operações, e as mutações de seu patrimônio líquido, referentes aos
exercícios findos naquelas datas, elaboradas de acordo com os Princípios
Fundamentais da Contabilidade.
Rio Verde 09 de julho de 2013
Bueno e Conceição Ltda
CNPJ:04.564.823/0001-09
CRC-GO: 1.617
Av. Presidente JK Nr. 434 – Setor Morada do Sol, Rio Verde Goiás
Telefones: ( 064) 3622-0117, 3622-2632, 3622-5845
Ana Rosa Bueno CRC 11.998
Maria Aparecida C. Melo

похожие документы