Catálogo como instrumento

Report
O catálogo como
instrumento de mediação,
administração e memória
Naira Silveira
[email protected]
Pouso Alegre, 12 de março de 2014
O que é um catálogo?
Catálogo é um meio de comunicação, que veicula
mensagens sobre os registros do conhecimento, de
um ou vários acervos, reais ou ciberespaciais,
apresentando-as com sintaxe e semântica próprias e
reunindo os registros do conhecimento por
semelhanças, para os usuários desse acervo. O
catálogo explicita por meio das mensagens, os
atributos das entidades e os relacionamentos entre
elas (MEY; SILVEIRA, 2009, p. 12)
Para que serve?
Para Cutter (1876):
1. Possibilitar que uma pessoa encontre um livro
do qual ou
(A) o autor,
(B) o título,
(C) o assunto sejam conhecidos.
2. Mostrar o que uma biblioteca possui
(D) de um determinado autor,
(E) de um determinado assunto,
(F) de um determinado tipo de
literatura.
3. Ajudar na escolha de um livro
(G) de acordo com sua edição
(bibliograficamente),
(H) de acordo com seu caráter (literário
ou temático).
MEIOS
Para A e D - Entrada de autor
Para B - Entrada de título ou
referência de título
Para C e E - Entrada de assunto
Para F - Entrada de forma
Para G - Indicar edição e imprenta,
com notas quando necessário
Para H - Notas
Quais as funções do catálogo?
• encontrar,
• identificar,
• selecionar e
• obter recursos bibliográficos e
• navegar um catálogo
(IFLA MEETINGS OF EXPERTS ON AN INTERNATIONAL CATALOGUING CODE, 2009)
Quais os tipos de catálogos?
coletivo
Catálogos externos
Ao catálogos externos são os destinados ao público, são um produtos dos
catálogos internos ou auxiliares, àqueles destinados aos profissionais, aos serviços
bibliotecários.
Os Catálogos externos possuem três tipos de acesso:
responsabilidade
título
assunto
Podem ser organizados:
alfabeticamente – como um todo (todos os tipos de acesso), denominado
catálogo-dicionário ou com as entradas separadas, denominado catálogo
dividido
sistematicamente – com entradas de assuntos organizadas pelo número de
classificação
Catálogos internos
Ao catálogos internos ou auxiliares são àqueles destinados aos profissionais, aos
serviços bibliotecários. Esses catálogos são indispensáveis para o controle dos
cabeçalhos, dos acervos e dos catálogos externos, permitindo a continuidade e
padronização do trabalho. Sempre deve-se fazer remissivas das formas não
autorizadas para as formas autorizadas.
Os Catálogos internos abrangem:
Catálogo de identidade (ou de autoridade)
Catálogo de assunto (ou autoridade de assunto)
Catálogo de número de classificação
Catálogo de títulos
Catálogo decisório
Catálogo de registro
Catálogo oficial
Catálogo topográfico
O catálogo é um instrumento de:
• Mediação
autor – bibliotecário – documento – pesquisador – usuário etc.
• Administração
desde à aquisição ao atendimento do usuário – registro patrimonial
– capitação de recursos (humanos e financeiros) etc.
• Memória
estabelecer a história da Instituição através de seu acervo, mesmo
com a retirada do item, seu registro permaneceria – identificar,
através do catálogo as questões políticas vivenciadas em
determinados contextos
Como construir um catálogo?
Definir políticas de catalogação
• Usuário
• Instituição
• Equipe
Sistema – Padrões – Intercâmbio
Catalogação (centralizada ou cooperativa)
Diretrizes – Registrar as decisões etc.
Como estudar os catálogos?
• Desde a sua construção até as diversas formas
de uso
• Contextos socioeconômicos e culturais, fatores
internos e externos, exemplo, Revolução
Francesa
Projetos em andamento
Projeto de Pesquisa:
A Representação Descritiva no Brasil: seu caminho até o
contexto atual
Projeto de Ensino:
Integrando o ensino com a atuação profissional e acadêmica
Projeto de extensão:
Capacitação e atualização profissional para bibliotecários,
técnicos e auxiliares de bibliotecas
Referências
CUTTER, Charles A. Rules for a dictionary catalogue. Washington: G.P.O., 1876.
Disponível em: <http://www.archive.org/details/cu31924029518978>. Acesso em: 28
mar. 2011.
IFLA MEETINGS OF EXPERTS ON AN INTERNATIONAL CATALOGUING CODE. Statement
of
International
Cataloguing
Principles.
2009.
Disponível
em:
<http://www.ifla.org/en/publications/statement-of-international-cataloguingprinciples>. Acesso em: 18 jul. 2011. Tradução para o português, disponível em: <
http://www.ifla.org/files/cataloguing/icp/icp_2009-pt.pdf>. Acesso em: 18 jul. 2011.
MEY, E.S.A.; SILVEIRA, N.C. Catalogação no plural. Brasília: Briquet de Lemos/Livros,
2009.

similar documents