Pseudotínea Amiantácea: estudo de 7 casos

Report
PSEUDOTÍNEA AMIANTÁCEA:
estudo de 7 casos
Gustavo Moreira Amorim
Flavia Perazio
Nurimar Fernandes
Serviço de Dermatologia, Curso de Graduação e Pós-Graduação HUCFF-UFRJ,
Faculdade de Medicina - Universidade Federal do Rio de Janeiro
Ausência de conflito de interesse
PSEUDOTÍNEA AMIANTÁCEA: estudo de 7 casos
INTRODUÇÃO
• Pseudotinea amiantácea (PA) pode ser entendida como um padrão de
reação inflamatória exacerbada que afeta o couro cabeludo,
secundariamente a qualquer dermatose que acometa a região
• Descrita por Alibert em 1832; escamas largas, de coloração acinzentada,
lembrando fibras de amianto, fortemente aderidas a tufos capilares
• Etiopatogenia segue incerta; multifatorial
• Causas possíveis: eczemas seborreico (ES) e atópico, a psoríase e a
própria tinea capitis; em determinados casos não se identifica dermatose
associada
PSEUDOTÍNEA AMIANTÁCEA: estudo de 7 casos
OBJETIVO E MÉTODOS
• O objetivo deste estudo foi analisar o perfil epidemiológico, clinico,
etiológico e de resposta ao tratamento em amostra de casos de PA
• Estudo observacional, longitudinal, de corte transversal, em crianças e
adolescentes portadores de PA e ES; entre janeiro de 2004 e dezembro
de 2011
Critérios de inclusão (PA):
1. Presença de escamas amiantáceas
aderidas as hastes dos pelos do
couro cabeludo;
2. Exame micológico direto e cultura da
escama e pelo, negativos ou
positivos.
Critérios de inclusão (ES):
1. Eritema e descamação pitiriásica em couro
cabeludo, avançando ou não as regiões
retroauriculares;
2. Presença ou ausência de lesões em outras áreas
seborreicas;
3. Sem lesões de eczema atópico ou psoríase.
PSEUDOTÍNEA AMIANTÁCEA: estudo de 7 casos
RESULTADOS
• 7 casos de PA foram
selecionados, sendo 5 do sexo
feminino (71,4%), com idade
média de 9 anos. Todos tiveram
diagnóstico etiológico ES
• Cetoconazol shampoo a 2% foi o
tratamento, tempo médio de 6,4
meses. Em 2 (22,2%), associouse corticoide tópico
• Todos responderam ao
tratamento, follow up médio 9,8
meses
Perfil da amostra de pacientes com Pseudotínea Amiantácea
PSEUDOTÍNEA AMIANTÁCEA: estudo de 7 casos
RESULTADOS
• No mesmo período, 63 pacientes com ES, seguidos em média por 20,4
meses; predomínio do sexo feminino (38/63; 60,3%), com idade média de
5,9 anos
Perfil da amostra de pacientes com Eczema Seborréico
PSEUDOTÍNEA AMIANTÁCEA: estudo de 7 casos
DISCUSSÃO E CONCLUSÕES
• PA é complicação possível em lactentes portadores de ES
• Estudo de 85 casos de PA, demonstrou uma maioria de mulheres, com
idade média de 23,8 anos. Nestes casos, a psoríase foi causa mais
comum, seguida por ES e atópico; após, tinea capitis
• Todos os 7 casos estudados tiveram micológio direto e cultura negativos.
Biópsia de couro cabeludo não foi realizada porque o exame
histopatológico não é apresentado como critério diagnóstico fundamental
• Entre os 63 casos de ES, todos com lesão de couro cabeludo, 11,1%
apresentaram PA durante seguimento
PSEUDOTÍNEA AMIANTÁCEA: estudo de 7 casos
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
1.

similar documents