AX-ECOL

Report
MANIFESTAÇÃO DE INTERESSE PARA
TRATAMENTO E DESTINAÇÃO DE RESÍDUOS
SÓLIDOS PARA A CIDADE DE LONDRINA/PR
PMI – EDITAL 014/2013 – CMTU – LONDRINA
01
MISSÃO
SER REFERÊNCIA MUNDIAL DE SUSTENTABILIDADE,
TRANSFORMANDO A TOTALIDADE DOS RESÍDUOS
SÓLIDOS URBANOS EM PRODUTOS A SEREM
REINSERIDOS NO MERCADO, EM UM CICLO CONTÍNUO
02
VISÃO
PRESERVAR O MEIO AMBIENTE, EM ESPECIAL O SOLO E
OS LENÇÓIS FREÁTICOS, ELIMINANDO 100% DOS
ATERROS SANITÁRIOS ATRAVÉS DA TRANSFORMAÇÃO
DOS RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS
03
04
05
OBJETIVO
RECEBER EM NOSSAS CENTRAIS DE TRANSFORMAÇÃO
TODO O RESÍDUO SÓLIDO NÃO RECICLÁVEL E, ATRAVÉS
DA APLICAÇÃO DA NOSSA TECNOLOGIA, TRANSFORMAR
OS REJEITOS EM PRODUTOS PARA A CONSTRUÇÃO
CIVIL E OS RESÍDUOS ORGÂNICOS EM MATÉRIA PRIMA
PARA A AGRICULTURA, APLICANDO ASSIM O CONCEITO
“LIXO ZERO” E EXTINGUINDO A NECESSIDADE DE
ATERROS SANITÁRIOS
06
MOTIVAÇÕES
MOTIVAÇÃO AMBIENTAL
MOTIVAÇÃO
SOCIAL
TECNOLOGIA
AX-ECOL DE
DESTINAÇÃO
DOS RSU
SUSTENTABILIDADE
MOTIVAÇÃO LEGAL
07
MOTIVAÇÃO AMBIENTAL
08
MOTIVAÇÃO SOCIAL
09
MOTIVAÇÃO LEGAL
10
SISTEMA SUSTENTÁVEL
11
SISTEMA SUSTENTÁVEL
12
TECNOLOGIAS
A AX-ECOL FARÁ USO DE TECNOLOGIA INOVADORA E
EXCLUSIVA PARA A DESTINAÇÃO DOS REJEITOS.
13
TECNOLOGIAS
“COLA QUE COLA LIXO”
14
A COLA
HOJE REGISTRADA E PATENTEADA, A COLA AX-ECOL É
RESULTADO DE 25 ANOS DE PESQUISA E TESTES
15
A) 0000221109604011 – 17/11/2011 –
APERFEIÇOAMENTO EM MASSA COLA PARA PRODUÇÃO
DE MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO E PROCESSO DE
OBTENÇÃO;
B)BR 2020120015752 – 24/01/2012 –
APERFEIÇOAMENTO EM FABRICAÇÃO DE MASSA DE
TODO TIPO DE LIXO ADICIONANDO COLA E/OU COLA
ADESIVA PARA MOLDAR E PROCESSO DE OBTENÇÃO;
C) BR 202012001576-0 – 24/01/2012 –
APERFEIÇOAMENTO EM COLA ADESIVA PARA A
PRODUÇÃO DE MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO E PROCESSO
DE OBTENÇÃO.
16
A COLA
TEM CAPACIDADE ÚNICA DE AGREGAR TODOS OS
MATERIAIS SÓLIDOS, DE DIFERENTES CATEGORIAS,
ENTRE SI, NUM INFINDÁVEL PROCESSO DE UNIÃO DE
MOLÉCULAS, FAZENDO UMA EFICIENTE LIGAÇÃO DE
QUAISQUER ELEMENTOS PRESENTES NOS REJEITOS
17
A COLA
EM SUA FORMULAÇÃO DÁ DESTINAÇÃO A ELEMENTOS
INDESEJADOS:
ISOPOR
GESSO
TINNER RECICLADO
18
A COLA
SUBMETIDA A TESTES NECESSÁRIOS E EXIGIDOS PELA
LEGISLAÇÃO BRASILEIRA, DE ACORDO COM A ABNT, FOI
APROVADA CONFORME APONTAM LAUDOS TÉCNICOS
19
20
21
22
23
24
A COLA
25 ANOS DE PESQUISA E TESTES FORAM NECESSÁRIOS
PARA SE CHEGAR A FÓRMULA DE UMA COLA CAPAZ DE
NEUTRALIZAR OS MATERIAIS A QUE SE UNE, SOB OS
ASPECTOS BIOLÓGICO E QUIMICO.
25
A COLA
PRODUTOS GERADOS PELA UNIÃO DO REJEITO COM A
COLA SÃO TOTALMENTE INERTES, SEM A PRESENÇA DE
AGENTES PATÓGENOS E CONTAMINANTES
26
A COLA
A COLA AX-ECOL É O SEGREDO POR DETRÁS DA
REVOLUÇÃO NA DESTINAÇÃO DO LIXO
SÃO 25 ANOS DE PESQUISAS QUE TORNARÁ REALIDADE
O PROJETO LIXO ZERO
TECNOLOGIA LIMPA, SEM RESÍDUOS, LOGO SEM
ATERROS SANITÁRIOS OU QUEIMAS.
27
NOSSA PLANTA
28
29
30
31
32
33
34
PROCESSO AX-ECOL
OS RESÍDUOS SÃO DEPOSITADOS PELOS CAMINHÕES
DA COLETA EM CONTAINER DE RECEPÇÃO
INÍCIO DO PROCESSO AUTOMATIZADO
TRANSPORTE DO LIXO POR ESTEIRAS
ABERTURA DE SACOLAS
SEPARAÇÃO DOS METAIS , ORGÂNICOS E REJEITOS
35
DESTINAÇÃO DOS METAIS
A NATURTA ECOL NÃO ATUARÁ NA ÁREA DE RECICLÁVEIS
DESTINADOS AOS COLETORES. A NATURA ECOL RECICLA O
QUE NINGUÉM RECICLA.
TODO O PRODUTO RECICLÁVEL COLETADO NAS ESTEIRAS DE
SELEÇÃO PERTENCEM AOS COLETORES E RESPECTIVAS
COOPERATIVAS, QUE DARÃO A DESTINAÇÃO ADEQUADA E
AUFERINDO A RESPECTIVA RENDA.
MELHORES CONDIÇÕES DE TRABALHO, MELHOR
PRODUTIVIDADE E MELHOR RENDA.
36
DESTINAÇÃO DOS ORGÂNICOS
A MATÉRIA ORGÂNICA É DIRECIONADA PARA UM
PROCESSADOR QUE A TRITURA E SECA,
TRANSFORMANDO-A EM ADUBO ORGÂNICO
37
38
DESTINAÇÃO DOS REJEITOS
OS REJEITOS SÃO TRITURADOS E ENCAMINHADOS PARA
UMA MÁQUINA QUE OS MISTURA COM COLA AX-ECOL,
GERANDO UMA MASSA QUE SERÁ TRANSFORMADA EM
MATERIAIS DIVERSOS
39
40
41
DESTINAÇÃO DOS REJEITOS
ESTERIA COM RESÍDUOS
TRITURADOR
MISTURADOR
RESERVATORIO
DE COLA
MODELADOR
42
43
44
PRODUTOS GERADOS
45
PRODUTOS GERADOS
46
47
PROJETO LONDRINA
DIVISÃO DO MUNICÍPIO EM 4 REGIÕES
INSTALAÇÃO DE UMA UNIDADE COM CAPACIDADE DE
PROCESSAMENTO PARA 150 TON/DIA POR REGIÃO.
POSSIBILIDADE DE INSTALAÇÃO DE NOVAS UNIDADES,
CONFORME A NECESSIDADE
48
PROJETO LONDRINA
BENEFÍCIOS
MENOR TRAJETO PERCORRIDO PELOS CAMINHÕES
COLETORES
UNIDADES PERTO DAS RESIDÊNCIAS DOS
TRABALHADORES
NOSSAS UNIDADES EXIGEM POUCA ÁREA DE
INSTALAÇÃO, NÃO EMITEM CHEIROS E NEM
RESÍDUOS E NEM ATRAEM ANIMAIS DE QUALQUER
ESPÉCIE (MAMIFEROS, AVES OU INSETOS)
MENOR CUSTO OPERACIONAL
49
PROJETO LONDRINA
BENEFÍCIOS
FIM DOS DEPÓSITOS CLANDESTINOS DE
FUNDO DE VALE
PROTEÇÃO DOS MANANCIAIS DE ÁGUA
50
METÓDOS DE DESTINAÇÃO DOS RSU
MÉTODO CONVENCIONAL
DE DESTINAÇÃO DOS RSU
TECNOLOGIA AX-ECOL DE
DESTINAÇÃO DOS RSU
51
MÉTODO CONVENCIONAL DE DESTINAÇÃO DO LIXO
CONTRUÇÃO DE
ATERRO
SANITÁRIO
PASSIVO
AMBIENTAL
$
RECEBIMENTO
DOS RESÍDUOS
SÓLIDOS
URBANOS
ESGOTAMENTO
DE ATERRO
SANITÁRIO
MÉTODO
CONVENCIONAL DE
DESTINAÇÃO DOS
RSU
RECEBIMENTO
DOS RESÍDUOS
SÓLIDOS
URBANOS
ESGOTAMENTO
DE ATERRO
SANITÁRIO
PASSIVO
AMBIENTAL
CONTRUÇÃO DE
ATERRO
SANITÁRIO
$
52
MÉTODO AX-ECOL DE DESTINAÇÃO DO LIXO
CONSTRUÇÃO DA UNIDADE
DE TRATAMENTO E
DESTINAÇÃO DO LIXO
ÍNÍCIO DO TRATAMENTO E
DESTINAÇÃO DO LIXO
RESÍDUO ZERO
TECNOLOGIA SUSTENTÁVEL
53
BENEFÍCIOS da TECNOLOGIA AX-ECOL
RESÍDUO ZERO
100%
SUSTENTÁVEL
SEM PASSIVO
AMBIENTAL
SEM EFEITO ESTUFA E
AQUECIMENTO GLOBAL
SEM
INCINERAÇÃO
BENEFÍCIOS AO
MEIO AMBIENTE
PRESERVAÇÃO
DOS
MANANCIAIS
SEM ATERROS
SANITÁRIOS
SEM CHORUME
PRESERVAÇÃO
DO SOLO
54
BENEFÍCIOS da TECNOLOGIA AX-ECOL
SEM PASSIVO
AMBIENTAL
MELHORA NA
QUALIDADE
DE VIDA
MUNDO
SUSTENTÁVEL
BENEFÍCIOS A
SOCIEDADE
GERAÇÃO DE
EMPREGOS
GERAÇÃO DE
RENDA
MÃO DE OBRA
PERMANTENTE
INCLUSÃO
SOCIAL
55
A NATUREZA AGRADECE
PRESERVAÇÃO DAS BACIAS
HIDROGRÁFICAS DE LONDRINA
BACIA JACUTINGA
BACIA LINDÓIA
BACIA LIMOEIRO
BACIA CAMBÉ
BACIA CAFEZAL
BACIA TRÊS BOCAS
BACIA TIBAGI
56
A NATUREZA AGRADECE
PRESERVAÇÃO DOS MANANCIAIS
DE ÁGUA DE LONDRINA
AQUÍFERO GUARANI
AQUÍFERO SERRA GERAL
57
A SOCIEDADE AGRADECE
58
A NATURA ECOL E O GRUPO
AX-ECOL AGRADECEM
59

similar documents