Profa. Dra. Ana Cristina Limongi

Report
QUALIDADE DE VIDA NO
TRABALHO:
Valores e práticas para viver melhor
Profa. Dra. Ana Cristina Limongi-França
Núcleo de Estudos e Pesquisas em Gestão de Qualidade de Vida no Trabalho
Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade
Universidade de São Paulo
TEMAS
• O cenário atual e suas contradições
• A visão BPSO para gerir Qualidade de Vida
• O “stress” e os agentes estressores
• Tipos de “stress”: distress e eustress
• Síndromes relacionadas ao distress
• Respostas de eustress
• Valores pessoais e organizacionais para viver melhor
• Agenda BPSO para auto-gestão da QVT
Empregos
Diversidade,
Integração Intergeracional, Valorização da Escolha,
do Significado Trabalho, “Concursismo”.
Empregados
5% das vendas no Brasil Maurício Salvador | as mídias sociais
já representam 5% dos motivadores de compras online no
Brasil – e-commerce ( fontes: Fórum Nacional E-commerce.
Maio, 2010 e www.tibahia.com)
Manifestações nas
Ruas: Insatisfação pública e
popular com alto impacto na
vida do país.
3
Sobre motivações e qualidade de vida
surgem das necessidades e é sustentada no desejo de ser e ter
Sobrevivência
humana
Ambiente e
cultura
Interesses próprios
Pressões sociais e
organizacionais
Sonhos e vontades
Integra
socialmente
Tem
expectativas
priorizadas
Efetiva a
sobrevivência
Gera
credibilidade
Capacita
e realiza
O TRABALHO SADIO
 Integra socialmente.
 Viabiliza ascensão econômica.
 Gera credibilidade de caráter.
 Dá significado para a a existência.
PERFORMANCE DA COMPETITIVIDADE
Exigências
Indivíduo
Gestão sobre o
estilo de vida
das pessoas
Performance diante de
pressões
Organização
Propriedades associadas à QVT
Clima Organizacional
Acidentes e doenças
Imagem organizacional
Stress: eustress ou distress
Relações de trabalho
Sem trabalho a vida apodrece,
mas sob um trabalho sem
alma a vida sufoca e morre.
Albert Camus, 1955
Gestão do Bem-estar
e do stress
TIPOS DE STRESS
DISTRESS
EUSTRESS
MONOTONIA
( - ESFORÇO)
ESFORÇO
MANIFESTAÇÕES
E SINTOMAS
DA DOENÇA
TEMPO
DISTRESS
SOBRECARGA
( + ESFORÇO)
ÁREA DE MELHOR
DESEMPENHO E
CONFORTO
MANIFESTAÇÕES
E SINTOMAS
DA DOENÇA
Síndrome da pressa
Burnout
Alextimia
Distúrbios do sono
Cardiopatias
Assédio Moral
Somatização
DISTRESS
Depressão
Desordem bipolar
Fadiga
Hipocondria Social
Síndrome do Desamparo
Síndrome do Laze
Tecnostress
Hiperatividade
Consumo compulsivo
Evolução, Competitividade e Qualidade de
Vida no Trabalho: como surgiu?
COPING
FLOW
RESILIÊNCIA
BALANÇO
VIDA/TRABALHO
HAPINESS
LOVER WORKING
SUBLIMAÇÃO
VOCAÇÃO LABORAL
IDENTIDADE COM
PARES
ATIVIDADES
COMUNITARIAS E
CULTURAIS
COMPARTILHAMENT
O DE AÇÕES DE QV
ENVELHECIMENTO
SAUDÁVEL
EUSTRESS
O que é uma ação ou programa de
QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO?
Atividade sistemática e
identificada visando
bem-estar pessoal e
organizacional integrado
à produtividade saudável.
Sinais vitais das condições de qualidade de vida
no trabalho:
•Tempo: sobrecarga
•Reposição de energia: descanso
•Sinais do corpo: dores e sono
•Saúde da gestão de pessoas:absenteísmo e clima
•Qualidade de Vida Pessoal: realização e
companheirismo
Fonte: https://fbcdn-sphotos-d-a.akamaihd.net/hphotos-akash4/253152_345350562222336_1748056518_n.jpg
Saúde
é o silêncio dos órgãos
(*) Caldeira, 1996 – Congresso Brasileiro de Medicina
Psicossomática RJ
O que é saúde?
Saúde é o completo
bem-estar
biológico,
psicológico e
social e não
apenas ausência
de doença (OMS,
1986).
QUALIDADE DE VIDA NO
TRABALHO
Valores, práticas e percepção de bem-estar e
redução do mal-estar nas dimensões biológicas,
psicológicas, sociais e organizacionais, de forma
dinâmica e em diversas situações de vida e
trabalho.
Associado à felicidade, bem-estar, promoção da
saúde, ergonomia, justiça social (diversidade e
equidade) e sustentabilidade.
Controle dos riscos ergonômicos e ambientais
Biológico:
Atendimento aos problemas de saúde
Oportunidade de realizar atividades físicas
Estado geral de saúde dos colegas e superiores
Palestras e eventos de promoção da saúde
Confiança nos critérios de recrutamento e seleção
Psicológico
Forma de avaliação do desempenho do seu trabalho
Clima de camaradagem entre as pessoas no trabalho
Oportunidade de evolução na carreira
Ausência de interferência na vida pessoal
Esporte, cultura e lazer
Social
Integração empresa-família
Programa de Preparação para Aposentadoria - PPA
Orientação ao uso de crédito e consumo
Atividades comunitárias e de responsabilidade social
Organizacional
Ações de valorização do servidor e imagem do Governo
Participação em eventos e treinamento profissional
Melhorias nos processos de trabalho e novas tecnologias
Oportunidades de participar de comitês de decisão
Melhoria dos procedimentos administrativos visando redução da burocracia
Sorria...você está sendo filmado!
Felicidade versus inteligência emocional
• É importante identificar as emoções;
• Reconhecer a atitude e
•
comportamento mais pertinente;
E revelar-se autenticamente no
momento certo.
Equilibrar
demandas do
trabalho e
habilidades com as
qualificações dos
empregados
Resolver
discrepâncias
entre: demandas
do trabalho e
número de
empregados e
tempo disponível
Dimensionar
demandas do
trabalho e apoio
social de colegas e
chefes
Medidas
preventivas
Alinhar demandas
do trabalho e
capacidade de
controle sobre o
próprio trabalho
Fonte: ALESSANDRA QUISHIDA, 2008POT, F. M. B. Productivity and utilization of
the potential workforce. ENANPC Meeting. November, 2002. p. 1-6.
Tipos de Cliente de Qualidade de Vida no Trabalho
críticos
realizados
desconfiados
desconfiados
críticos
realizados
Como conseguir condições adequadas para conforto,
prevenção e prevenção da saúde
http://penut.net/images/links/donkey.jpg
Resultados na Pessoa
•
•
•
•
•
•
descontração
reposição de energias
integração social
prazer de viver
fortalecimento pessoal e social
auto-estima valorizada
www.vimeo44130288
Impactos na requalificação na saúde
do trabalho
Diferenciar saúde e doença.
Respeitar diferenças individuais.
Respeitar a identidade regional e profissional.
Ampliar a discussão sobre os direitos da pessoa.
Abusos das necessidades de QVT I
Dores e sintomas se
tornam invisíveis
“Indústria” da qualidade
De vida no trabalho e do
Mercado dos litígios
trabalhistas.
• Aumento da
expectativa de
vida: 25 anos a
mais a cada
século.
• Atividades
laborais
intergeracionais.
• Integrar, perceber
justiça, confiar e viver
melhor
Família e Trabalho
• Busca de integração.
• Redução da ausência.
• Participação no dia a dia.
• Divisão de tarefas.
• Sustentabilidade e
cidadania.
Compreender a cultura
organizacional
requer sintonia entre ambiente
econômico dinâmico,
o potencial criativo das pessoas,
dos grupos, seus líderes e
instituições..
RESULTADOS POSSÍVEIS
 Dar conta da
diversidade pessoalprofissional
 Resultados e metas
compatíveis com os
recursos reais e
disponíveis
 Gestão de Pessoas com
visão especializada
integrada a visão
estratégica da
organização.
http://adrenax.typepad.com/v2/WindowsLiveWriter/sustentabilidade_medio.jpg
VONTADE
OPORTUNIDADE
ESTILO DE VIDA
Q V T:
CONQUISTADA OU CONCEDIDA ?
Caminhos
 OUVIR as suas necessidades
 OBSERVAR as necessidades dos outros
 UTILIZAR inteligência emocional
EDUCAR-SE integralmente
 CONSTRUIR vínculos positivos
 DAR ESPAÇO para a alegria
Ter um projeto de vida para os próximos
cinco anos
Ser exigente com os próprios hábitos
saudáveis
Cultivar os amigos e os familiares
Educar-se sempre culturalmente,
profissionalmente e emocionalmente
Buscar o auto-conhecimento e autovalorização pessoal
Cuidar do consumo, das contas e do
descanso
Sobre o futuro do bem-estar de pessoas,
organizações, comunidade e meio ambiente
Não deixe a vida morrer.... não deixe a vida
banalizar, a vida é feita de gente e
gente para gente amar...
Para saber mais:
www.usp.br
www.icoh2003.com.br
www.g-qvt.com.br
www.ismabrasil.com.br
www.abqv.org.br
Youtube/ Ana Cristina Limongi-França
Até breve!
Facebook/ Núcleo G-QVT FEA-USP

similar documents