Primeira Viagem Missionária de Paulo

Report
PRIMEIRA VIAGEM MISSIONÁRIA DE PAULO
O Evangelho começa a ganhar o mundo
Atos 13.1 a 14.28
Conforme já vimos, Lucas nos informou que o
Evangelho deveria ser pregado, “tanto em
Jerusalém, como em toda a Judéia, Samaria e
até os confins da terra” (1.8). Com o início da
Primeira Viagem Missionária, Paulo e Barnabé
começam a cumprir este último ponto da ordem
de Jesus. O Evangelho chegaria aos confins da
terra.
PRIMEIRA VIAGEM MISSIONÁRIA DE PAULO
•
Podemos observar cinco aspectos sobre esta igreja e o envio
MISSIONÁRIO.
•
1º.) UM VISÃO MISSIONÁRIA: Tinha uma liderança múltipla ou diversidade étnica. (At 13.1). Isso
devido ao fato da cidade ter uma população mista, formada de judeus e gentios.
•
Havia na igreja, cinco homens os quais simbolizavam a diversidade étnica e cultural de Antioquia e da
própria igreja: Barnabé, descrito com "um levita, natural de Chipre"; Simeão que tinha o sobrenome de
Níger, que significa Negro, provavelmente um africano e supostamente ninguém menos que Simão
Cireneu, que carregou a cruz para Jesus; Lúcio de Cirene; Manaém e por último, Saulo. Estes cinco
homens simbolizavam a diversidade étnica e cultural de Antioquia e da própria igreja.
•
2º.) AÇÃO DO ESPIRITO SANTOS; Eles foram enviados pelo Espírito Santo. Foi quando eles estavam
"servindo ao Senhor, e jejuando" que o Espírito Santo lhes disse: "separai-me agora a Barnabé e a
Saulo para a obra a que os tenho chamado" (At.13:2).
PRIMEIRA VIAGEM MISSIONÁRIA DE PAULO
•
3º.) A consagração precede o chamado. “E, servindo eles ao Senhor e
jejuando disse o Espírito Santo...”. Note que os que foram chamados eram
aqueles que estavam servindo ao Senhor e em oração. Missões começa
com santidade, consagração.
•
4º.) A urgência na tarefa. “Separai-me agora”. Observe o termo, “agora”, e
não “depois” ou “amanhã”
•
5º.) A responsabilidade da Igreja em enviar. Lucas diz “Então jejuando e
orando, ou seja, prontos para a obediência, "impondo sobre eles as mãos
os despediram". (At 13.4). Barnabé e Saulo foram enviados pelo Espírito
Santo mas também com o consentimento e participação da igreja. Sobre
esta parceria do Espírito e a Igreja, “Esse equilíbrio é sadio e evita ambos
os extremos. O primeiro é a tendência para o individualismo pelo qual uma
pessoa alega direção pessoal e direta do Espírito sem nenhuma referência
à igreja. O segundo é a tendência para o institucionalismo, pelo qual todas
as decisões são tomadas pela igreja sem nenhuma referência ao Espírito”.
PRIMEIRA VIAGEM MISSIONÁRIA DE PAULO
• A estratégia de Paulo:
1. RESPEITO PELO PRÓXIMO; Mesmos quando Paulo tentava fazer a
multidão parar, ele apelou para o senso comum de humanidade deles.
14.15. A atitude de Paulo, diante da tentativa da veneração supersticiosa
não foi: “ Como vocês podem ser tão burros” DESREPEITANDO...
2. COMPAIXÃO PELA NECESSIDADE PESSOAL: Paulo usa o método da
“evangelização orientada às necessidades” (cf.At 14.8,9). Paulo curou o
paralítico.
O foco dessa estratégia para os dias atuais é apresentar as boas novas do
Evangelho de acordo com as necessidades vistas em nossos amigos.
PRIMEIRA VIAGEM MISSIONÁRIA DE PAULO
• Roteiro da primeira viagem missionária de Paulo:
•
Eis o roteiro da primeira viagem missionária de Paulo: Antioquia da Síria; Ilha
de Chipre (Salamina e Pafos); Antioquia da Psídia; Icônio, Listra, Derbe; Perge;
e depois retorna para a Antioquia da Síria (Atos 13 e 14).
•
Antioquia da Síria = foi uma cidade antiga erguida na margem esquerda
do rio Orontes; é a moderna Antakya, na Turquia. Atualmente é um sítio arqueológico.
Flávio Josefo descreve Antioquia como tendo sido a terceira maior cidade do império e
também do mundo, com uma população estimada em mais de meio milhão de habitantes,
depois de Roma e Alexandria. Cresceu a ponto de se tornar o principal centro comercial e
industrial da Síria Romana. Era considerada como a porta para oOriente. Júlio
César, Augusto e Tibério utilizavam-na como centro de operações. Era também chamada
de "Antioquia, a bela", "rainha do Oriente", devido as riquezas romanas que a
embelezavam, desde a estética grega até o luxo oriental.
•
O culto à deusa Astarote pelas mulheres da cidade de Antioquia chocava os cristãos, de
forma que foi abolido por Constantino I. A maioria da população era síria (gentios), embora
houvesse numerosa colônia judaica. A cultura era tipicamente grego-helenista.
PRIMEIRA VIAGEM MISSIONÁRIA DE PAULO
• Chipre
=
Chipre (em grego: Κύπρος; transl.: Kýpros;
em turco: Kıbrıs) é uma ilha situada no Mar
Mediterrâneo oriental ao sul daTurquia, cujo território
é o mais próximo, seguindo-se a Síria e o Líbano, a
leste. O país é também membro da União
Europeia (UE). O terço restante (norte da ilha) foi
ocupada pela Turquia em 1974, que então institui
a República Turca de Chipre do Norte, nunca
reconhecida pela ONU, reconhecida apenas pela
própria Turquia.
PRIMEIRA VIAGEM MISSIONÁRIA DE PAULO
• Antioquia da Psidia =
Antioquia foi uma
cidade da antiga província romana da Pisídia. Foi uma
das diversas cidades que receberam o nome de
Antioquia, fundadas por Seleuco I Nicator (312 280a.C), em honra a seu pai, Antíoco. As ruínas
dessa
cidade
ficam
perto
de
Halovaque,
na Turquia moderna. Ficava situada em uma
importante rota comercial entre Éfeso e a Cilícia,
e era importante centro do Helenismo. O imperador
romano Augusto concedeu-lhe privilégios de colônia
romana.
PRIMEIRA VIAGEM MISSIONÁRIA DE PAULO
• em Listra.
Listra era uma antiga cidade
da província romana da Licônia e que passou a
fazer parte do sul da Galácia, A Galácia era
uma província romana que ocupava a parte
central da Ásia Menor, no que é hoje a Turquia.
Era limitada por outras províncias romanas — em
parte pela Capadócia, ao leste, pela Bitínia e
Ponto, ao norte, pela Ásia Menor,
• HOJE FAZEM PARTE DA TURQUIA...
PRIMEIRA VIAGEM MISSIONÁRIA DE PAULO
•
MISSIONÁRIOS;
•
SAULO- PAULO-
•
BARNABÉ- JOSÉ DA CONSOLAÇÃO
•
JOÃO MARCOS- EVANGELHO DE MARCOS, SOBRINHO DE
BARNABÉ.
• TEMPOS DA VIAGEM;
• A primeira viagem missionária de Paulo (46-48 dC) foi
a mais curta, no tempo e distância, mas foi, no
entanto, um avanço muito significativo na história da
nova igreja cristã.
PRIMEIRA VIAGEM MISSIONÁRIA DE PAULO
• . I. A Igreja de Antioquia da Síria Paulo e Barnabé (Atos
13.1-3). LOCAL DE PARTIDA.
• Paulo esteve durante algum tempo participando da igreja em
Antioquia. O capítulo 11.19-30 retrata a importância desta
igreja como centro da fé cristã. “Excetuando a própria
Jerusalém, nenhuma outra cidade estava tão intimamente
ligada aos inícios do cristianismo”. Por volta do ano 27 dC ela
tornou-se a capital da Síria, sendo um importante centro
comercial e ações militares, Antioquia tornou-se em um
influente centro urbano, uma cidade (polis) helenística e a
terceira cidade do Império Romano.
PRIMEIRA VIAGEM MISSIONÁRIA DE PAULO
• Vejamos estes principais momentos:
1. De Antioquia a Chipre (At 13.1-12). A primeira viagem missionária
de Paulo ocorre depois de seu comissionamento pelo Espírito Santo
(vv.2,3). Juntamente com Barnabé, a partir de Selêucia, porto marítimo
de Antioquia, Paulo parte em direção à Ásia Menor, sob a orientação
do Espírito Santo (v. 4). Com isto Lucas quer demonstrar que o
verdadeiro protagonista da missão evangelística é o Espírito Santo
(v.9). Ao chegar a Chipre, cidade natal de Barnabé (At 4.36),
desembarcam em Salamina, uma cidade marítima com uma grande
população judaica, e anunciam a Palavra do Senhor aos judeus na
sinagoga da região. Indo em direção à ilha de Pafos,
PRIMEIRA VIAGEM MISSIONÁRIA DE PAULO
• Pregavam o evangelho nos povoados adjacentes.
Pafos, a capital administrativa de Chipre, era
supersticiosa e tinha como padroeira a deusa do amor
e da libertinagem, Vênus. Aqui, a força do evangelho
enfrenta a resistência das forças malignas e
desmascara o falso profeta Elimas, o encantador,
resultando na conversão de Sérgio Paulo, governador
da província. O propósito de Lucas é afirmar que o
evangelho de Jesus não se confunde com o
sincretismo grego, e a força do mal não impedirá a
graça triunfante da cruz. De agora em diante, Saulo,
chamar-se-á Paulo (vv.2,7,9,13).
PRIMEIRA VIAGEM MISSIONÁRIA DE PAULO
• 2. De Chipre a Antioquia da Pisídia (At 13.1352). De Pafos, subindo o rio Cestro, Paulo chega
a Perge, região da Panfília e devotos de Diana
(Ártemis), deusa da caça, cujo templo ficava em
uma colina. Afastado da cidade central, no interior,
havia povos primitivos e idólatras. Suspeita-se
que João Marcos abandonara a comitiva por
medo desses bárbaros (vv.5,13). Depois de viajar
160km, Paulo chega a Antioquia da Pisídia,
cidade com grande comunidade judaica e posto
militar romano avançado. Na sinagoga local,.
PRIMEIRA VIAGEM MISSIONÁRIA DE PAULO
• Prega aos judeus da dispersão,
convencendo a muitos, judeus e prosélitos.
No sábado seguinte, uma grande multidão
ajuntou-se para ouvir a Palavra de Deus,
mas os judeus, blasfemando, incitaram
algumas pessoas contra Paulo e o
expulsaram da cidade. Mas os discípulos,
cheios de alegria e do Espírito Santo,
partiram para Icônio. Mais uma vez, Lucas
registra que o Espírito Santo está dirigindo a
comitiva.
PRIMEIRA VIAGEM MISSIONÁRIA DE PAULO
• 3. De Icônio ao regresso a Antioquia (At 14.1-28). Icônio
era uma cidade estratégica para a difusão do evangelho pelo
fato de unir as cidades de Éfeso, Tarso, Antioquia e o Oriente.
Paulo mais uma vez evangeliza os judeus da dispersão na
sinagoga local e, como anteriormente, muitos creem
enquanto uns se dividem a favor dos apóstolos e outros dos
judeus. Temendo por suas vidas, Paulo e Barnabé fogem
para Listra e Derbe, cidades da Licaônia. Listra ficava cerca
de 30km de Icônio e, desde 6.a.C. era colônia militar romana.
Nessa cidade, que adorava o deus grego Zeus, os
missionários dirigiram-se aos pagãos nativos, que falavam
licaônico, e curaram um portador de necessidades especiais
de nascença. A população pagã imediatamente atribuiu o
milagre à encarnação dos deuses Zeus e Hermes e, sem
• sem sucesso, tentaram oferecer sacrifícios aos
missionários. Paulo justifica-se e anuncia o
evangelho. Contudo, uma turba de judeus e
gentios, procedentes de Antioquia e Icônio,
apedrejam os apóstolos, dando-os como mortos.
No dia seguinte, Paulo e Barnabé, dirigem-se a
Derbe, e muitos se convertem. Em vez de
retornarem a Antioquia pelas “Portas de Cílicia”,
via Tarso, preferem passar pelas cidades
anteriores confirmando a fé dos discípulos.
FIM DA PRIMEIRA VIAGEM
• Término
da
Primeira
Viagem
Missionária:
Atravessando a Pisídia, passam pela Panfília e Perge.
Tendo anunciado a Palavra em Perge, desceram a
Átalia e dali navegaram para Antioquia da Síria (At
14.20-26).
• Após a primeira viagem missionária, Paulo faz sua
terceira visita a Jerusalém, por volta do ano 49. Nessa
oportunidade ocorre a famosa discussão dos
apóstolos sobre o que deveria ser exigido dos gentios
convertidos no que se refere à observância da lei
mosaica. (At.15)

similar documents