Grandes civilizações da atualidade

Report
Professora Carol/Geografia
GRANDES CIVILIZAÇÕES DA
ATUALIDADE
 Cinco grandes civilizações exercem importantes
influências
no
destino
da
humanidade,
especialmente pela quantidade de pessoas que
abrangem: a ocidental, a islâmica, a hindu ou
indiana, a sínica ou chinesa e as negroafricanas.
Civilização ocidental
 Encontra-se espalhada no planeta – Europa,
Américas e Oceania;
 Herdeira dos antigos gregos (Filosofia) e
romanos (direito, alfabeto);
 Nasceu na Europa;
 Principais religiões são monoteístas: o judaísmo
e o cristianismo;
 Papel da religião é relativamente pequeno;
 Futuro das nações e dos indivíduos pertence a
eles próprios, às suas ações e opções, e não mais
a Deus ou qualquer outra forma de destino
predeterminado.
 Ideia materialista de progresso – acúmulo de bens e
obras – sistema capitalista;
 Século XV – expansão marítimo-comercial europeia
– desenvolvimento dos meios de transporte e de
comunicação encurtou as distâncias;
 Modernidade – atividade industrial e urbanização
São Paulo - BR
Tempos Modernos – Charles Chaplin
 Gerou grande maioria dos problemas que
atualmente afetam a humanidade: poluição,
armas atômicas, desigualdades sociais, etc.
Civilização islâmica
 Islã ou Islão – cultura mulçumana ou islâmica;
 Se estende do norte da África, passando pela
Turquia, até o sudeste asiático – 1,5 bilhões
de seguidores;
 Elemento unificador – religião mulçumana ou
maometana.
Princípios fundamentais do
islã
 Profissão de fé em Alá e no seu profeta Maomé;
 Reza obrigatória cinco vezes ao dia voltado em
direção a Meca;
 Peregrinação a Meca;
 Jejum durante o Ramadã;
 Contribuição obrigatória de uma parte da renda
para dar aos pobres.
 Religião mulçumana – fundada pelo profeta
Maomé no início do século VII.
 Mundo islâmico rivalizou o ocidente não
apenas conquistando terras e povos, mas
também desenvolvendo uma rica cultura.
 Revolução Iraniana – 1979 – cunho religioso e
tradicionalista.
 Rápida ocidentalização do país – volta de
costumes tradicionais.
 Ver página 59.
 Religião islâmica tem várias seitas ou correntes –
as mais conhecidas são o sunismo e o xiismo.
 Sunita – moderada, separa um pouco a política
da religião
 Xiita – radicais , política deve estar a serviço da
expansão da fé, dos ensinamentos da religião.
 O grande ideal mulçumano não é apenas
morrer e ir para o paraíso, mas fazer um
governo islâmico aqui na superfície terrestre,
um governo em que a política e os valores
religiosos são inseparáveis.
Civilização Hindu ou indiana
 A área sob o domínio dessa civilização
abrange principalmente a Índia e alguns
países vizinhos como Sri Lanka, Mianmar e
Indonésia.
Rio Ganges
 O hinduísmo, uma mistura de religião e filosofia, é o
elemento
unificador
dessa
cultura
bastante
diversificada.
 Para alguns especialistas, o hinduísmo não seria nem
uma filosofia nem uma religião bem definida. Seria
um conjunto de ideias e de costumes que organiza
uma
sociedade
organizada.
extremamente
complexa
e
Ganesha
 Fonte espiritual encontra-se nos Vedas – coleção
de antigas preces, mantras, hinos e poemas – é
aonde estão os principais conceitos e símbolos
do hinduísmo, os deuses, lendas e ensinamentos
que dão forma e unidade à religião.
 Crença na transmigração da alma ou no carma
de cada pessoa.
 Hierarquia é fundamental na cultura indiana –
organizada na forma de castas.
 Castas – grupos de famílias que possuem
determinadas tradições que as classificam
hierarquicamente como mais “puros” ou
“impuros” dentro da sociedade hinduísta.
 O conceito de pureza se refere não à higiene
e sim a hábitos e valores espirituais.
 Principais castas tradicionais indianas: os
brâmanes (sacerdotes), os xátrias (guerreiros)
vaixás (comerciantes, artesãos, camponeses)
e os sudras (trabalhadores manuais) .
 Não existe nenhuma possibilidade de passar
de uma casta para outra, nem por casamento
nem por qualidades pessoais ou profissionais.
 Isso não significa que as desigualdades
econômicas
exageradas.
entre
as
pessoas
sejam
 A camada mais baixa, pobre e que exerce as
atividades desvalorizadas na sociedade indiana
nem sequer está incluída no sistema de castas.
São os párias.
Casamento indiano
Civilização oriental ou
sínica
 A área dominada pela civilização sínica ou
chinesa abrange, além da China, alguns
países vizinhos no continente asiático:
Mongólia, Coreia do Norte, Coreia do Sul,
Taiwan, Hong Kong, e parte do sudeste
asiático.
Civilização chinesa
 Uma das mais antigas civilizações;
 Rico sistema de linguagem – escrita –
ideogramas;
 Desenvolvimento de sistemas de irrigação.
Ideograma chinês
 Três principais correntes de pensamento:
confusionismo, taoísmo e budismo.
 Três religiões (ou filosofias) que formam uma
única família – o Sankiao.
Confucionismo
 Deriva dos ensinamentos de Confúcio ( Século V
a.C).
 Série de regras éticas ou virtudes.
 Grande respeito às tradições e aos idosos, à
família e à pátria.
 Valoriza o ensino e apregoa que os sábios ou
letrados ocupem o primeiro lugar na sociedade.
Confucio
Taoísmo
 Fundado por Lao-Tse (século V a.C).
 O mundo é visto como um processo dinâmico
e cíclico, com frequentes oposições de lados
contrários que se completam: o yin e o yang
 A vida é a harmonia combinada do yin e o
yang, a busca do equilíbrio.
Yin e o Yang
Lao-Tse
Budismo
 O fundamental no budismo é a ideia de
“despertar” ou nirvana um estágio de
meditação
profunda
que
conduz
ao
conhecimento último das coisas e à ausência
de todo o sofrimento.
Buda
 Não
devemos
nos
apegar
as
coisas
transitórias, a fatos e pessoas, nem ao
próprio “eu”, pois seriam formas de ilusão.
 Ver página 64.
Civilizações negro-africanas
 As civilizações negro-africanas abrangem
toda a região ao sul do deserto do Saara.
 Culturas diversificadas – diversas civilizações
 Inúmeros povos de idiomas e costumes
diferenciados.
 Comunidades tribais – grupos de base rural e
com redes de parentescos comuns, com
códigos de conduta, com seus chefes,
príncipes e curandeiros.
 A partilha e a colonização do continente
foram feitas sem levar em consideração os
interesses ou as características culturais dos
africanos.
 Nunca se cogitou atender os anseios das
diferentes etnias, por isso implicaria perder
territórios e redefinir fronteiras, o que
desagrada quem está no poder.
 Culturas negro-africanas encontram-se em
crise: longa dominação ocidental e ameaças
de expansão do islamismo.

similar documents