Avaliação Econômica da Rochagem no Sistema

Report
Avaliação Econômica da Rochagem no Sistema de Plantio Direto
(Soja-Milho-Braquiaria) no Sudoeste Goiano.
Cadeia Produtiva: Agrominerais
Temática: II - Cooperativismo/Associativismo/Cooperação Laboratorial/Economia Solidária
Eduardo Hack
Administrador de Agronegócios
Utilização de pó de rocha em lavoura comercial
de culturas anuais em sistema de plantio
direto, Jataí - Goiás.
• Lavoura comercial com cultivo intensivo (safra
e safrinha);
• Solo de formação Bauru transição de Serra
Geral;
• Sete tratamentos utilizando pó de rocha e
duas testemunhas;
• A área do projeto corresponde a 22 ha.
BR
cerca
30m da cerca
N= Plantio com adubção
padrão (250/ha)
N N
0 0
N N
0 0
Rio Claro
0= Plantio sem nada de
adubação
Basalto zeolítico
Perolândia
Diabásio
Montividiu I
Sentido de aplicação
do pó de rocha
Marga I
Marga II
Sentido de plantio
Montividiu II
198m área para
experimento1
Testemunha
Testemunha
Área não utilizada
para o experimento
Marga III
Ordem de aplicação
do pó de rocha
Micaxisto filler
Montividiu III
22m de
Araguaia
Filler
largura
cada
parcela
Araguaia Padrão
Micaxisto padrão
Testemunha 2
Testemunha
398m comprimento de cada parcela
212m
560m
10m
Distribuição do Pó de Rocha
Plantio de soja
Desenvolvimento da cultura da soja
Análise química do solo
- Amostra na profundidade de 0 -20 cm;
- Trado tipo fenda;
- Total de 36 amostras.
Estudo de Nodulação
- Coleta de cinco plantas na sexta e vigésima
primeira linha de cada parcela;
- Coleta de solo em 15 cm de cada lado da linha de
plantio;
- Presença de nódulos no excesso de solo (A)
- Corte das raízes abaixo do colo da planta (B)
A
B
- Altura das plantas medidas do colo até a ultima
gema apical (A)
- Retirada e contagem dos nódulos(B)
A
B
Análise Química Foliar
- Coleta de 30 trifólios por parcela;
- Foi retirado o terceiro trifólio a partir da gema
apical;
- Amostras acondicionadas em sacos de papel;
- Total de 36 amostras de folha.
Análise microbiológica do solo
• Coleta de quatro amostras em cada tratamento
• Coleta em cinco pontos aleatórios dentro de cada
parcela.
• Coleta com cavadeira em uma profundidade de 010 cm com largura de 10 cm.
• Total de 36 amostras.
Colheita da safra
- Foram colhidas quatro linhas centrais em 6m de
comprimento de cada parcela (Manual);
- Trilhagem e peneiramento da soja (A)
- Peso total dos grãos (B)
A
B
- Peso de cem grãos (A)
- Teor de umidade (B)
A
B
As amostras foram enviadas para análise de
proteína dos grãos e teor de óleo.
Cultivo do milho em consórcio
com braquiária
Avaliações
 Coleta de solo para análise química, mineralógica e microbiológica:
Avaliações
 Coleta para Análise Foliar de Nutrientes
Colheita Safrinha 2012 – Fazenda Marília - Avaliações Milho
Colheita Mecanizada Safrinha 2012 – Fazenda Marília - Milho
Colheita Safrinha Milho- UFG
Municípios Alvo
• Demanda de fósforo e potássio para a cultura da soja nos
municípios (aptidão agropecuária, fonte de subprodutos e
alocação de experimentos):
- Rio Verde
- Jataí
- Santa Helena
- Montividiu
- Perolândia
300 milhões de reais anuais para 635.500 hectares cultivados.
• Adubo – Entre os principais custos variáveis
caracterizado (NPK)
• Imprescindível a valoração econômica e o
dimensionamento do custo/benefício deste
processo na atividade agrícola
Resultados
Resultados
Considerações finais
• O custo/benefício de rochas silicáticas tendem a
sofrer consideráveis alterações devido à avaliação
do efeito residual de cada rocha
• Aumento do preço de fertilizantes convencionais
importados
• Regionalização dos recursos naturais disponíveis
Pesquisa:
Embrapa, Equipe SEJA e UFG (Universidade
Federal de Goiás – Campus Jataí)
Agricultor:
Dr. José Baldo (agricultor em Jataí/GO)
Mineradores:
Pedreira Araguaia, Sucal, Rio Claro, Montical
Governo:
MME, MCTI, Rede APL Mineral, RG APL, Sectec

similar documents