Gravidez e aborto

Report
Aborto
Profe. Cristiane Rangel
Ciências
8º ano
ABORTO
Aborto é a interrupção precoce da gravidez, espontânea ou provocada, com
a remoção ou expulsão de um embrião (antes de oito ou nove semanas de
gestação) ou feto (depois de oito ou nove semanas de gestação), resultando na
morte do concepto ou sendo causada por ela. Isso faz cessar toda atividade
biológica própria da gestação.
A questão do aborto envolve aspectos morais, éticos, legais e religiosos, cuja
avaliação depende da singularidade de cada pessoa.
ABORTO ESPONTÂNEO
O aborto espontâneo é a expulsão involuntária, casual e não intencional de
um embrião ou feto antes de 20 a 22 semanas de gestação. A idade avançada da
gestante e a história de abortos espontâneos anteriores são os dois maiores
fatores de risco de abortamento.
Outros fatores:
Anomalias cromossômicas do feto ou embrião
Doenças vasculares,
Problemas hormonais,
Infecções,
Anomalias uterinas,
Trauma acidental ou intencional,
Intoxicações químicas.
ABORTO INDUZIDO
O aborto induzido, também denominado
aborto provocado, é o aborto causado por razões
médicas admitidas pela lei ou clandestinamente
por pessoas leigas, o que constitui crime. Pode
acontecer pela ingestão de medicamentos ou por
meio de métodos mecânicos. Quando o aborto é
realizado devido a uma avaliação médica é dito
aborto terapêutico. O aborto provocado por
qualquer outra motivação é dito aborto eletivo.
TÉCNICAS MAIS COMUNS DE ABORTO
Aspiração a vácuo
1- Líquido Amniótico
2- Embrião
3 - Endométrio
4 – Espéculo
5 – Cureta de aspiração
6 – Ligado à aparelho de sucção
TÉCNICAS MAIS COMUNS DE ABORTO
Curetagem
A curetagem é um método muito
usado após o parto induzido, outro
método, que consiste em forçar
prematuramente
o
trabalho
de
parto com o uso do análogo de
prostaglandina misoprostol.
TÉCNICAS MAIS COMUNS DE ABORTO
Aborto Químico
ABORTO LEGAL NO BRASIL
O aborto pode ser feito legalmente em casos de estupro; quando existe grave
risco de vida para a mãe ou quando o feto tenha graves e irreversíveis
anomalias físicas (anencefalia, por exemplo), desde que haja o consentimento
do pai e atestado de pelo menos dois médicos confirmando a situação.
ABORTO
Segundo a Organização Mundial da Saúde, 20 milhões dos 46 milhões de
abortos realizados mundialmente, todos os anos, são feitos de forma ilegal e em
péssimas condições, resultando na morte de, aproximadamente, 80 mil mulheres,
por ano, vítimas de infecções, hemorragias, danos uterinos e efeitos tóxicos de
agentes usados para induzir o aborto.
DISCUSSÃO SOBRE O ABORTO

similar documents