Slide 1

Report
ANABOLIZANTE


O estudo em geral, a busca da verdade e da
beleza são domínios em que nos é consentido
ficar crianças toda a vida.
Albert Einstein
Os esteróides anabólicos foram descobertos nos anos 1930 e têm sido usados desde
então para inúmeros procedimentos médicos incluindo a estimulação do crescimento
ósseo, apetite,puberdade e crescimento muscular.
Esteróides anabólicos androgênicos (EAA) ou simplesmente hormônios esteróides
são drogas que se assemelham a Testosterona, um hormônio masculino produzido pelos
testículos a partir do colesterol. Na verdade, são substâncias modificadas quimicamente,
a partir da molécula de testosterona, tendo como objetivos diminuir a velocidade de
degradação do hormônio original, bem como, tentar evitar os seus efeitos
masculinizantes (androgênicos).
Sendo utilizados por atletas que
buscam obter diminuição da massa gorda,
aumento da massa muscular, do peso, da
força e potência, da velocidade, da
capacidade de endurecer, e da agressividade.
Esse tipo de substância vem sendo
vastamente utilizada por atletas envolvidos
em esportes como o futebol, atletismo,
levantamento de peso, fisiculturismo, lutas, e
hoje em dia, até mesmo pelo simples
praticante de academia. Contudo, apesar da
sua vasta utilização e popularidade, o efeito
atribuído a essa droga ainda é controverso.
Existe uma variedade enorme de EAA, sendo que cada tipo se
diferencia pela sua estrutura química, podendo apresentar
atividades variadas em nosso organismo.
Uma das funções das modificações químicas que os EAA sofrem
está relacionada com a via pela qual eles são administrados em
nosso organismo, como por exemplo: via oral - Dianabol,
Metiltestosterona, Anadrol, Winstrol, Oxandrolona; ou injetável Deca-Durabolin, Primobolan, Parabolan
Durante a puberdade e a adolescência, os hormônios masculinos, principalmente a
testosterona, são parcialmente responsáveis pela enorme mudança no desenvolvimento
devido aos seus efeitosandrogênicose anabólicos.
Os efeitos androgênicos são as mudanças que ocorrem nas características sexuais
primárias (aumento do pênis e testículos), e secundárias (engrossamento da voz;
crescimento de cabelos na face, axilas e áreas genitais; e aumento da agressividade).
Os efeitos anabólicos dos androgênios incluem o crescimento acelerado dos
músculos, ossos, células vermelhas do sangue, e aumento da condução neural (estímulo
nervoso). Os esteróides que apresentam o mais potente efeito anabólico são, também,
aqueles com o melhor efeito androgênico.






Os esteróides anabólicos podem produzir
inúmeros efeitos fisiológicos incluindo efeitos
de virilização maior síntese protéica, massa
muscular, força, apetite e crescimento ósseo.
Exemplos
dos
efeitos
de
virilização/andrógenos:
Crescimento do clitóris (hipertrofia clitoriana) em
mulheres e do pênis em meninos (o pênis adulto
não cresce indefinidamente mesmo quando
exposto a altas doses de andrógenos)
Aumento dos pêlos sensíveis aos andrógenos
(pêlos púbicosda barba, do peito,e dos membros)
Aumento do tamanho das cordas vocais, tornando
a voz mais grave
Aumento da libido
Supressão dos hormônios sexuais endógenos
Espermatogênese prejudicada







EFEITOS COLATERAIS EM HOMENS
Ginecomastia – Desenvolvimento das mamas nos homens. Geralmente isso ocorre
devido a altos níveis de estrogênio circulante
Função sexual reduzida e infertilidade temporária.
Atrofia testicular: Efeito colateral temporário que é devido ao déficit nos níveis de
testosterona natural que leva à inibição da espermatogênese. Como a maioria da massa
do testículo tem com função o desenvolvimento do espermatozóide, o tamanho dos
testículos geralmente retorna ao tamanho natural quando a espermatogênese recomeça,
algumas semanas após o uso do esteróide anabólico ser cessado.
EFEITOS COLATERAIS EM MULHERES
Pêlos do corpo crescem;
Voz fica mais grave (disfonia vocal)
Aumento do tamanho do clitóris (hipertrofia clitoriana)
Diminuição temporária nos ciclos menstruais







EFEITOSCOLATERAISEMADOLESCENTES
Crescimento comprometido – O abuso de agentes pode
prematuramente parar o crescimento do comprimento
dosossos;
Maturaçãoósseaacelerada;
Aumentonafreqüênciaeduraçãodasereções;
Desenvolvimentosexualprecoceedesenvolvimentoextremo
dascaracterísticassexuaissecundárias(hipervirilização);
Crescimentodofalo(hipergonadismooumegalofalia);
Aumentodospêlospúbicosedocorpo;
Ligeirocrescimentodebarba;
EFEITOS COLATERAIS DOS ANABOLIZANTES

Alterações da função hepática;
Prejuízo no sistema cardiovascular;
Hipertensão (pressão sanguínea alta);
Alterações no processo reprodutor ;
Aumento da agressividade;
Desenvolvimento de tecido mamário no homem;
Efeitos virilizantes;

Suscetibilidade de lesão no tecido conectivo;












Aumento de força e volume
muscular;
Aumento do nível respiratório e
resistência ;
Aumento da vascularidade
(fisiculturistas);
Melhoria no tempo de
recuperação após lesão ou
treinamento ;
Aumento da capacidade de
executar repetições e séries com
mais intensidade e peso;
Aumento da agressividade;


APÓS A INTERRUPÇÃO DO USO DE ANABOLIZANTES
Aumento de suscetibilidade às infecções, perda de peso e perda de força
Enrijecimento e sensibilidade nas articulações Outros efeitos - Mais raros porém devem ser mencionados como: hepatite
(agulha infectada), câimbra, câncer, cefaléias, náuseas e distúrbios
gastrintestinais, tendência a sangramento nasal, sonolência, sensação de
bem-estar, interrupção da função da tireóide, perda de apetite, aumento de
apetite, irritação intestinal (sangue nas fezes), tontura, e, em alguns casos
redução da massa pobre do corpo.


A bulimia nervosa é rara antes dos 12 anos.o transtorno é
característico das mulheres jovens e adolescentes. Fatores de
ordem biopsicossocial se encontram relacionados com sua
etiologia.
o episódio de compulsão alimentar é o sintoma principal e
costuma surgir no decorrer de uma dieta para emagrecer. No
inicio, pode se achar relacionado á fome, mas posteriormente,
quando o ciclo compulsão alimentar-purgação já está instalado,
ocorre em todo tipo de situação que gera sentimentos
negativos(frustração,tristeza,ansiedade, solidão)


Inclui um aspecto comportamental objetivo que seria comer uma
quantidade de comida considerada exagerada se comparada ao
que uma pessoa comeria em condições normais; e mum
componente subjetivo que é a sensação de total falta de controle
sobre seu próprio comportamento.esse episódios ocorrem as
escondidas na grande na grande maioria das vezes e são
acompanhados de sentimentos de intensa vergonha, culpa e
desejos de autopunição.
A quantidade de calorias por refeição pode variar de 2 mil a 5 mil
calorias



O vomito auto-induzido ocorre em cerca de 90% dos casos, sendo
o principal método compensatório utilizado. O efeito imediato
provocado pelo vômito é o alivio do desconforto físico secundário
e a redução do medo de ganhar peso. Sua por frequência é
variável, podendo ser de um até 10 ou mais episódios dia.
No inicio a paciente necessita de manobras para induzir o
vômito, como a introdução do dedo ou algum objeto na garganta,
a alta frequência desses episódios podem levar o aparecimento de
ulcerações no dorso da mão pelo uso da mesma para induzir a
emese ,o que se chama sinal de Russell.
Com a evolução do transtorno a paciente aprende a vomitar sem
necessitar de estimulação mecânica.


Outros mecanismos utilizados pelas bulímicas para o controle do
peso após a ingestão exagerada são: uso inadequado de
medicamentos do tipo laxativo, de diuréticos,e enemas.jejuns
prolongados e exercícios físicos exagerados são também formas
de controle de peso mas geralmente geram menos complicações
clinicas do que as outras.
Na BN a paciente mantêm uma preocupação excessiva com a
forma e peso corporal.
As complicações clínicas são decorrentes
principalmente das manobras compensatórias
para perda de peso :
 Erosão dos dentes
 Alargamento das parótidas
 Esofagites
 Hipopotassemia
 Alterações cardiovasculares
A beleza não tem causa. É. Quando a perseguimos apaga-se.
Quando paramos - permanece.
Emily Dickinson
"Para o sapo o ideal de beleza é a sapa."
Voltaire

similar documents