Giovanna Almeida / Sophia Cao Viño

Report
Giovanna Almeida e Sophia Cao Viño
"Voltando ao Brasil, só me perguntavam pela Mona Lisa, pela glória da Renascença, e eu… nada"


Segunda filha do casal, nasceu com atrofia no braço e na
mão direita. Aos três anos de idade foi levada pelos pais
a Lucca, na Itália, na esperança de corrigir o defeito
congênito.
Os resultados do tratamento médico não foram animadores
e Anita teve que carregar essa deficiência pelo resto da sua
vida. Voltando ao Brasil, teve a sua disposição Miss Browne,
uma governanta inglesa, que a ajudou no desenvolvimento
do uso da mão esquerda e no aprendizado da arte e da
escrita.
A boba


Anita acompanhava as aulas e nelas tomava parte. Foi
portanto sua própria mãe quem lhe ensinou os rudimentos
das artes plásticas.
Umas das primeiras que iniciou o modernismo no Brasil.
Nascimento
2 de dezembro de 1889
São Paulo, SP
Morte
6 de novembro de 1964 (74 anos)
São Paulo, SP
Nacionalidade
Brasil
Ocupação
Pintora, professora
Movimento estético
Modernismo brasileiro
Vida de Anita
"Moço continuarei até a morte porque,
além dos bens que obtenho com minha imaginação,
nada mais ambiciono."



Entre 11 e 18 de fevereiro de 1922, idealizou e
organizou a Semana de Arte Moderna no Teatro
Municipal de São Paulo, criando, para essa ocasião,
as peças promocionais do evento: catálogo e
programa.
Expôs em diversas
cidades: Londres, Berlim, Bruxelas,Amsterdã e Paris.
Criou os painéis de decoração do Teatro João
Caetano no Rio de Janeiro.
Cinco Moças de Guaratinguetá
Nome completo
Emiliano di Cavalcanti
Nascimento
6 de Setembro de 1897
Rio de Janeiro, RJ
Brasil
Morte
26 de outubro de 1976 (79 anos)
Rio de Janeiro, RJ
Brasil
Ocupação
pintor, ilustrador e caricaturista
Movimento estético
Modernismo
Página oficial
www.dicavalcanti.com.br
Vida de Cavalcanti
“O alvo da minha pintura é o sentimento. Para mim, a técnica
é meramente um meio. Porém, um meio indispensável.”





Portinari pintou quase cinco mil obras de pequenos esboços e pinturas
de proporções padrão.
Portinari é considerado um dos artistas mais prestigiados do Brasil e
foi o pintor brasileiro a alcançar maior projeção internacional.
Filho dos imigrantes italianos Giovan Battista Portinari e
Domenica Torquato, Cândido Portinari nasceu no dia 29 de
dezembro de 1903, numa fazenda de café nas proximidades de
Brodowski, interior de São Paulo.
Com a vocação artística florescendo logo na infância, Portinari
teve uma educação deficiente, não completando sequer o ensino
primário.
Aos 14 anos de idade, uma trupe de pintores e escultores
italianos que atuavam na restauração de igrejas, passa pela
região de Brodowski e recruta Portinari como ajudante. Seria o
primeiro grande indício do talento do pintor brasileiro.
Retirantes
Nome completo
Cândido Portinari
Nascimento
29 de dezembro de 1903
Brodowski (SP)
Morte
6 de fevereiro de1962(58 anos)
Rio de Janeiro (RJ)
Nacionalidade
brasileiro
Principais trabalhos
os painéis Guerra e Paz(1953-1956)
Área
Formação
Pintura
Artista plástico
Vida de Cândido Portinari
“Eu invento tudo na minha pintura. E o que eu vi ou senti, eu estilizo.”







Tarsila do Amaral foi uma pintora e desenhista brasileira e uma das figuras
centrais da pintura brasileira e da primeira fase do
movimento modernista brasileiro.
Seu quadro Abaporu, inaugura o movimento antropofágico nas artes
plásticas.
Ao chegar da Europa, em 1906, casou-se com o médico André Teixeira
Pinto, seu noivo.
Rapidamente o primeiro casamento da artista chegou ao fim. A diferença
cultural do casal era grande.
O marido se opunha ao desenvolvimento artístico de Tarsila, já que ele era
conservador e, para os homens da época, a mulher só deveria cuidar do
lar.
Revoltada com essa imposição, ela se separa, mas só conseguiu a anulação
do casamento anos depois. Com ele teve sua única filha, Dulce, nascida no
mesmo ano do casamento.
Tarsila se separou logo após o nascimento da filha e voltou a morar com os
pais na fazenda.
Abaporu
Nascimento
1 de setembro de 1886
Capivari, SP
Morte
17 de janeiro de 1973 (86 anos)
São Paulo SP
Nacionalidade
Brasileira
Ocupação
Magnum opus
Pintora
A Negra; Abaporu;Antropofagia; Operários
Movimento estético
Modernismo brasileiro
Vida de Tarsila do Amaral
“Considero minhas obras como cartas que escrevi à posteridade sem esperar resposta.”





Heitor Villa-Lobos foi um maestro e compositor brasileiro.
Destaca-se por ter sido o principal responsável pela descoberta de uma
linguagem peculiarmente brasileira em música, sendo considerado o maior
expoente da música do modernismo no Brasil, compondo obras que contém
nuances das culturas regionais brasileiras, com os elementos das canções
populares e indígenas.
Em 1922Villa-Lobos participa da Semana da Arte Moderna, no Teatro
Municipal de São Paulo. No ano seguinte embarca para Europa,
regressando ao Brasil em 1924. Viaja novamente para a Europa em 1927,
financiado pelo milionário carioca Carlos Guinle.
Desta segunda viagem retorna em 1930, quando realiza turnê por
sessenta e seis cidades. Realiza também nesse ano a " Cruzada do Canto
Orfeônico" no Rio de Janeiro.Seu casamento com Lucília termina na década
de 1930. Depois de operar-se de câncer em 1948, casa-se com Arminda
Neves d'Almeida a Mindinha, uma ex-aluna, que depois de sua morte se
encarrega da divulgação de uma obra monumental.
O impacto internacional dessa obra fez-se sentir especialmente
na França e EUA, como se verifica pelo editorial que o The New York
Times dedicou-lhe no dia seguinte a sua morte.Villa-Lobos nunca teve filhos.
Também conhecido(a) como
Villa-Lobos
Nascimento
5 de março de 1887
Origem
Rio de Janeiro
País
Brasil
Data de morte
17 de novembro de1959 (72 anos)
Gênero(s)
Modernismo brasileiro
Instrumento(s)
violoncelo, violão, piano
Período em atividade
1915 - 1948
Vida de Heitor Villa Lobos
Frase de Victor Brecheret em resposta à pergunta do que seria caso não fosse um artista –
“NADA”




Victor Brecheret foi um escultor ítalo-brasileiro,
considerado um dos mais importantes do país.
É responsável pela introdução do modernismo na
escultura brasileira.
Sua figura ficou marcada pela boina que costumava
vestir, ressaltando uma imagem tradicional do artista.
Ainda moço frequentou as aulas de entalhe em gesso
e mármore do Liceu de Artes e Ofícios de São Paulo,
onde mais tarde viria a utilizar o ateliê e seus
aprendizes para moldar suas obras. Trabalhou com o
escultor italiano Arturo Dazzi, sendo influenciado pela
estética de pós-impressionistas como Ivan Meštrović,
croata, e os franceses Auguste Rodin e Émile-Antoine
Bourdelle. Ligou-se a Emiliano Di Cavalcanti, Mário de
Andrade, Oswald de Andrade e Menotti del Picchia
quando voltou ao Brasil e com eles participou da
introdução do pensamento vanguardista no Brasil.
•Nascimento: 22 de fevereiro de
1894, Brasil.
•Falecimento: 17 de dezembro de 1955.
•Educação: Liceu de Artes e Ofícios de São
Paulo.
•Período: Modernismo.
•Obras: Monumento às
Bandeiras, Sepultamento, O Grupo e Fauno.
Vida de Victor Brecheret
BIBLIOGRAFIA





http://pt.wikipedia.org/wiki/Anita_Malfatti
http://www.dicavalcanti.com.br/
http://kdfrases.com/autor/candido-portinari
https://www.google.com.br/search?q=Victor+Brec
heret&oq=Victor+Brecheret&aqs=chrome..69i57j5j
0l2.732j0j1&sourceid=chrome&ie=UTF-8
http://kdfrases.com/autor/victor-brecheret

similar documents