projeto coleta seletiva

Report
1. INTRODUÇÃO
Muitas pessoas ficam na dúvida e não sabem direito o que é reciclagem, o que é
coleta seletiva, o que quer dizer minimização de resíduos. Para evitar confusões,
colocamos abaixo uma pequena descrição de cada um dos termos:
 COLETA SELETIVA:
É a atividade de separar o lixo, para que ele seja enviado para reciclagem.
Separar o lixo é não misturar os materiais passíveis de serem reaproveitados ou
reciclados (usualmente plásticos, vidros, papéis, metais, etc.) com o resto do lixo
(restos de alimentos, papéis sujos, lixo do banheiro).
A coleta seletiva tanto pode ser realizada por uma pessoa sozinha, que esteja
preocupada com o montante de lixo que estamos gerando (desde que ela planeje
com antecedência para onde vai encaminhar o material separado), quanto por um
grupo de pessoas, como no caso da nossa empresa, etc.). Organizar um
programa de coleta seletiva na MATEC não é tão complicado, mas exige
planejamento e o envolvimento de todos os Colaboradores.
 RECICLAGEM
É uma atividade - na maior parte dos casos, industrial - que transforma os
materiais já usados em outros produtos que podem ser comercializados. Através
da reciclagem, papéis velhos transformam-se em novas folhas ou caixas de
papelão; os vidros se transformam em novas garrafas ou frascos; os plásticos
podem se transformar em vassouras, potes, camisetas; os metais tranformam-se
em novas latas ou recipientes. Portanto, reciclar também significa transformar
lixo em dinheiro.
 MINIMIZAÇÃO DE RESÍDUOS
É um conceito que abrange mais do que a simples coleta seletiva e envio dos
resíduos para reciclagem. Pressupões três regrinhas básicas que devem ser
seguidas:
 primeiro pensar em todas as maneiras de REDUZIR o lixo, depois,
REAPROVEITAR tudo o que for possível, e só depois pensar em enviar
materiais para RECICLAR. Essa forma de atuação é chamada de 3 R, que é a
letra inicial de cada uma das palavras-chave.
Este projeto busca criar atividades e procedimentos que ajudaram não só na
implantação da nossa coleta seletiva, mas também mudança de hábitos para
nossos Colaboradores de forma que adotem não só aqui na empresa está
forma de ser sustentável, mas também em outros ambientes, como em suas
casas e suas áreas de influências.
2. QUEM PODE FAZER COLETA SELETIVA NA MATEC?
Qualquer Colaborador da MATEC preocupado com a nossa geração de lixo e
comprometido com nossa política ilustrada em nosso CODECO – Código de
Ética e de Conduta Profissional, pode e deve se envolver no nosso Programa
de Coleta Seletiva da MATEC. Os nossos visitantes e parceiros de negócio
também estão convidados nessa empreitada, basta procurar onde encaminhar
o seu lixo, o que é possível reciclar, e começar.
Neste projeto elaboramos procedimentos para que nossa coleta seletiva seja
um sucesso, pois um programa implantado sem planejamento está fadado ao
fracasso, ou seus resultados serão muito abaixo do esperado. É necessária
uma pesquisa prévia e um empenho de tempo e energia para organizar tudo
com cuidado. Mas os resultados são compensadores.
3. OBJETIVO
Este projeto tem como objetivo implantar a coleta seletiva na MATEC, dando a
destinação correta para seus resíduos em todo os seus ambientes de influência:
interno e externo.
3.1 Objetivos específicos
O projeto tem como objetivos específicos:
Treinar seus Colaboradores para a coleta seletiva;
 Fazer parcerias com entidades de reciclagem;
 Divulgar seus resultados para o público em geral;
 Adquirir os recipientes necessários e estruturar os postos de coleta dentro da
empresa;
 Fazer a compra e uso sempre que possível de papel reciclado em seus
processos;
 Destinar seus resíduos orgânicos para a Compostagem;
 Destinar seus resíduos sólidos para o reaproveitamento e/ou reciclagem;
 elaborar e difundir material didático (apostilas) dentro da empresa e com os
parceiros de negócios;
4. JUSTIFICATIVA DO PROJETO
Estamos vivenciando um grande problema ambiental a nível mundial, causado
pela superpopulação do planeta e pela exploração exagerada de seus
recursos naturais ocasionando muita poluição e degradação ambiental. A nível
local a população é grande causadora de degradação ambiental, sendo em
primeiro grau pelo consumismo desenfreado e pela grande geração de lixo.
A MATEC preocupada com a sua pegada ecológica e seus impactos
ambientais a nível local e global está elaborando este plano buscando
amenizar estes danos bem como desenvolver alternativas que tenham como
resultados a compensação ambiental. Portanto, este projeto é muito
importante se justificando de imediato pelas suas ações para cumprir seu
objetivo.
4.1 Este projeto também se justifica pelos benefícios da coleta seletiva:
 Menor redução de florestas nativas;
 Reduz a extração dos recursos naturais;
 Diminui a poluição do solo, da água e do ar;
 Economiza energia e água;
 Possibilita a reciclagem de materiais que iriam para o lixo;
 Conserva o solo. Diminui o lixo nos aterros e lixões;
 Prolonga a vida útil dos aterros sanitários.
Diminui os custos da produção, com o aproveitamento de recicláveis pelas
indústrias;
Diminui o desperdício;
Melhora a limpeza e higiene da MATEC e da cidade;
Previne enchentes;
Diminui os gastos com a limpeza urbana;
Cria oportunidade de fortalecer cooperativas;
Gera emprego e renda pela comercialização dos recicláveis.
4.2 Este projeto também se justifica pelas vantagens de se reciclar:
 Contribuição para a natureza:
 50 kg de papel velho = uma árvore poupada;
1.000 Kg de papel reciclado= 20 árvores poupadas;
1.000 Kg de vidro reciclado= 1300Kg de areia extraída poupada;
1.000 Kg de plástico reciclado= milhares de litros de petróleo poupados;
1.000 Kg de alumínio reciclado= 5000Kg de minérios extraídos poupados;
Obs: Note que petróleo e minérios são recursos naturais não renováveis a curto
prazo.
5. PLANO DE TRABALHO
A MATEC envolve todos os seus Colaboradores nos seus projetos internos,
delegando a implantação e a gestão destes, dentro da seguinte linha de
trabalho:
1) Apresentação do projeto para todos os Colaboradores;
2) Escolha e definição da equipe gestora/executora do projeto;
3) Elaboração do Plano de Trabalho (Ação) com atividades, delegações,
prazos, etc.;
4) Capacitação dos Colaboradores para a Coleta Seletiva - MATEC;
5) Elaboração da cartilha da Coleta Seletiva – MATEC
6) Registro fotográfico do “antes” e do “depois”
7) Confecção do relatório de resultados para divulgação no site da Empresa.
6. RESULTADOS PREVISTOS
Ao fim do projeto, espera-se alcançar os seguintes resultados:
 Capacitação de todos os Colaboradores para a Coleta Seletiva - MATEC;
 Implantação de Coletores de reciclagem em vários pontos na MATEC;
Destinação correta para os resíduos da MATEC;
 Mensuração, quantificação e divulgação da compensação ambiental do
projeto;
7. TABELA DE CUSTOS INICIAIS
QUANTIDADE
UNIDADE
DESCRIÇÃO
VALOR UNITÁRIO
VALOR
TOTAL
PRAZO DE AQUISIÇÃO
12
PÇ
COLETORES DE RECICLAGEM
R$33,00
R$396,00
ATÉ 30/05
02
CT
SACO PRETO PARA LIXO – 50 LITROS
R$ 25,00
R$ 50,00
ATÉ 30/05
04
CX
CESTOS VAZADOS TIPO ENGRADADO
R$ 40,00
R$ 160,00
ATÉ 30/05
05
PÇ
SACO GRANDE – BAGPAC PARA PET/PLÁSTICO
R$ 10,00
R$ 50,00
ATÉ 30/05
20
UM
CARTILHAS DE COLETA SELETIVA E RECICLAGEM
R$ 3,00
R$ 60,00
ATÉ 30/05
TOTAL
R$ 716,00
8. LOGO DA RECICLAGEM - MATEC
9. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
GRIPPI, S. Lixo, Reciclagem e a sua História: Guia para as prefeituras brasileiras. Rio de
Janeiro: Interciência, 2001 p. 01 - 47.
POPP, J. H. Geologia Geral. Rio de Janeiro: LTC – Livros Técnicos e Científicos, 1998. p. 325
- 363.
CALDERONI S. Os Bilhões Perdidos no Lixo. São Paulo: USP 1997.
NASCENTES A. Volume II Dicionário Ilustrado da Língua Portuguesa da Academia Brasileira
de Letras. Rio de Janeiro: Bloch Editores, 1972. p.443.
SCARRE, C., PARKER, G., Atlas da História Universal. Rio de Janeiro: Globo, 1995
TEIXEIRA, A. C. A Questão Ambiental – Desenvolvimento e Sustentabilidade. Rio de
Janeiro: FUNASEG, 2004.

similar documents