Esteróides Anabolizantes e Exercícios Físicos

Report
Os Esteróides anabolizantes
(EAs) são drogas
derivadas do hormônio
sexual masculino
Testosterona, que
produzem efeitos
androgênicos e
anabólicos.

Efeitos androgênicos são referentes ao
desenvolvimento de caracteres
secundários masculinos (crescimento de
Pêlos, crescimento da barba,
engrossamento da voz).

Efeitos anabólicos são referentes ao
aumento da massa muscular.

Os esteróides anabólicos
foram descobertos nos anos
1930 e têm sido usados desde
então para inúmeros
procedimentos médicos
incluindo a estimulação do
crescimento ósseo, apetite,
puberdade e crescimento
muscular.

Podem também ser usados no
tratamento de pacientes submetidos a
grandes cirurgias ou que tenham sofrido
acidentes sérios, situações que em geral
acarretam um colapso de proteínas no
corpo. O uso mais comum de esteróides
anabólicos é para condições crônicas
debilitantes, como o câncer e a AIDS.
Fora da clínica, os análogos
sintéticos da testosterona
já haviam sido utilizados
com o propósito de aumentar
a agressividade e a força
muscular pelas tropas alemãs
na Segunda Guerra Mundial.
Porém, o primeiro uso notificado dos EAs
no meio esportivo ocorreu em meados
da década de 50, em um campeonato
de levantamento de pesos na Europa.
A partir da década de 60, o
uso dessas drogas passou a
ser difundido no meio
esportivo, quando entrou
para a lista de substâncias
proibidas do Comitê Olímpico
Internacional (COI). Os teste
de antidopagem tiveram
início em meados dos anos
70.

O caso mais famoso de
uma atleta flagrado em
um exame antidoping
ocorreu nas Olimpíadas
de Seul, em 1988,
quando o corredor
canadense Bem Johnson
foi eliminado da
competição, perdendo
a medalha de ouro que
havia conquistado.

No Brasil, um dos casos
que mais causou
notoriedade nos
últimos tempos foi da
medalhista dos Jogos
Pan-americanos do
Rio de Janeiro, a
nadadora Rebeca
Gusmão.
2001
2007

Os Esteróides
Anabolizantes são
derivados sintéticos
da Testosterona e,
portanto, possuem um
mecanismo de ação
bastante semelhante
ao hormônio sexual
masculino.

A síntese de
testosterona ocorre
nos testículos e no
córtex da supra-renal,
nos homens. Nas
mulheres, além do
córtex da supra-renal,
ocorre síntese no
ovário. Essa produção
somada é bastante
pequena quando
comparada aos
homens.
A grande maioria dos usuários de
Esteróides Anabolizantes têm
como objetivo maior aumentar a
massa muscular. Isso se deve muito
à expectativa de um modelo de
corpo masculino com baixo
percentual de gordura e
musculoso, apresentado como
forma ideal de corpo pela
sociedade, mais especificamente
pelo mercado do corpo.

A necessidade de
autoexposição dos
usuários de EAs leva-os
muitas vezes a tirar a
camisa em público e
usar outras formas
para chamar a
atenção das pessoas
para si.

Também é muito
comum o uso de
esteróides por mulheres
que desejam melhorar
sua aparência e
aumentar medidas
corporais sem engordar.
A associação dos Esteróides Anabolizantes
e treinamento físico é capaz de produzir
alterações na performance de atletas,
dando larga vantagem do ponto de
vista da treinabilidade e podendo ser
determinante no resultado final em uma
competição.
Promovem o aumento
da:



síntese de glicogênio
muscular;
síntese de proteína,
com consequente
aumento da massa
magra.
O uso abusivo de Esteróides Anabolizantes
pode acarretar o aparecimento de efeitos
reversíveis e irreversíveis, na maioria dos
sistemas do organismo.
Os sistemas mais fortemente atingidos são:
 Hepático;
 Cardiovascular;
 Endócrino/reprodutivo;
 Dermatológico.

Atrofia dos testículos
- Efeito colateral temporário que é devido
ao déficit nos níveis de testosterona natural
que leva à inibição da espermatogênese.
Como a maioria da massa do testículo tem
com função o desenvolvimento do
espermatozóide, o tamanho dos testículos
geralmente retorna ao tamanho natural
quando a espermatogênese recomeça,
algumas semanas após o uso do esteróide
anabólico ser cessado;
Temos aqui uma comparação do tamanho de um
testículo norma comparado com um de tamanho
reduzido pelo uso de esteróides anabólicos.

Infertilidade temporária, devido à diminuição
das funções fisiológicas dos testículos;

Aparecimento de Acne, devido à estimulação
das glândulas sebáceas, além da presença,
muitas vezes, de odores fortes;

Aumento do tamanho das cordas vocais,
tornando a voz mais grave;

Aumento do risco de
ocorrer uma doença
cardiovascular ou
doença da artéria
coronária.

Hipertrofia do
miocárdio.

Ginecomastia :
aparecimento de
mamas nos homens.
Esse efeito colateral
ocorre com o uso de
EAs de estrutura
química semelhante à
do Deca Durabolim;

Aumento do risco
de lesões, pois os
ligamentos e
tendões não
acompanham o
aumento do
volume muscular;

Imagine esta cena: um halterofilista se
prepara para tentar um levantamento de
160 kg. Ele levanta-a com dificuldade até
ao pescoço, arfa de esforço enquanto
prepara o segundo passo do
levantamento, mas depois de iniciar o
movimento para levantar a barra por cima
da cabeça, o músculo que rodeia a
omoplata direita cede violentamente,
desprotegendo a coluna do atleta.

A carreira desse halterofilista foi
interrompida nesse instante. O impacto de
160 kg o atirou irremediavelmente em uma
cama de hospital, tetraplégico. A
conclusão do inquérito imediatamente
instaurado não deixou espaço para
dúvidas: as constantes ingestões de
anabolizantes "esticaram" o músculo de tal
maneira que, numa situação de esforço,
este rompeu-se brutalmente.

Manifestações de comportamentos
explosivos e aumento da agressividade;

Episódios depressivos – após a
suspensão do uso de EAs após
prolongado tempo de uso;

Desenvolvimento de Carcinomas
(tumores cancerígenos)
O fisiculturista
e alguns tipos
de esteróides
anabolizantes:
20.000 reais gastos
em uma pesada
dieta química
(Revista Isto É)
Disposto a ter um físico igual ao do
ator e ex-mister Universo Arnold
Schwarzenegger, Enzo Perondini
começou a treinar musculação aos
16 anos de idade. Era na época um
sujeito magro, com 72 quilos
distribuídos por 1,89 metro de altura.
Hoje, com 35 anos, ele adora usar
camisetas cavadas para não deixar
dúvida de que atingiu seu objetivo.
Exibe braços com inacreditáveis 55
centímetros de circunferência, quase
o tamanho da coxa de uma pessoa
normal.
Quando está fazendo exercícios,
suas veias saltam e os músculos
inchados formam uma massa que se
estende pelas costas e engole o
pescoço. Num movimento de
pernas, é capaz de empurrar mais de
meia tonelada de peso. Graças a
essa força espalhada pelo corpanzil
de 120 quilos, transformou-se numa
das principais estrelas dos
campeonatos de fisiculturismo do
país. Conquistou uma série de títulos
paulistas, brasileiros e sul-americanos.
Há duas semanas, tentou ser o
melhor do mundo, durante um
concurso de mister Universo
realizado na Turquia. Não chegou
sequer às finais, apesar de ter
investido uma pequena fortuna
na preparação. Nada menos do
que 20.000 reais, a maior parte
deles gasta na compra de
drogas para melhorar o
desempenho. "Foi a última vez",
garante Enzo. "Já experimentei
todos os tipos de bolinha, mas
cansei de fazer do meu corpo um
laboratório para experiências
químicas."
A busca dos músculos esculpidos à base de remédios
não é novidade em outros países. O brasileiro Enzo
também enfrenta graves problemas de saúde. Pouco
antes do campeonato ele ficou assustado quando
percebeu um inchaço no estômago. Em seguida,
vieram dores insuportáveis, diarréias e sangramentos.
Uma ultra-sonografia revelou a gravidade do
problema. Nos resultados do exame, lê-se o seguinte
sobre o estado de seu fígado: "presença de múltiplos
nódulos sólidos dispersos por todos os segmentos
hepáticos, o maior deles medindo 5,2 centímetros". O
complicado linguajar médico é sinônimo de
expressões bastante conhecidas. "Há duas
possibilidades fortes para o caso: cirrose ou câncer.
Sabendo que o paciente é um fisiculturista, aposto
mais na última hipótese", diz um oncologista que
prefere manter-se no anonimato. O atleta não tem
dúvida. "Estou com câncer", afirma Enzo, que acha
estar pagando o preço por ter abusado das drogas.
"Sabia dos riscos, mas a vaidade e o ambiente das
academias me incentivaram a seguir em frente",
justifica.

Crescimento de pelos;

Aparecimento de
acnes;

Interrupção do
crescimento devido ao
fechamento precoce
das zonas de
crescimento dos ossos;

Maturação sexual
acelerada.

Hipertorfia do clitóris,
sendo esse efeito
irreversível;

Mudança no tom da voz;

Aumento de pelos faciais
e corporais;

Interferências no processo
de gestação, se tomadas
durante a gravidez.
DECA-DURABOLIM
DURATESTON
TREMBOLONE
PRIMOBOLAM
WINSTROL
Aplicação de Esteróide Injetável

É a aplicação
localizada de óleos
em pequenos
grupos musculares.
Uso de ADE

Quando se faz uso dessa
prática o óleo que entra no
músculo causa um grande
estrago já que no momento
em que entra em contato
com as fibras musculares, estas
são destruídas e o organismo
tem como defesa cercar esse
óleo com tecido conjuntivo. O
óleo fica estagnado no local,
Através de um programa
bem direcionado de
atividades físicas, podese chegar a resultados
bastante satisfatórios
em termos de
composição corporal.
O uso indiscriminado de anabolizantes é
uma forma de alcançar resultados com o
mínimo de esforço e em menor tempo sem
valorizar as consequências.

similar documents