Trabalho_power_point

Report
Formações Herbáceas
Alunas: Carolina Sofia da Silva
Larissa Barbieri da Silva
Letícia Felile
Sabrina Richartz
1M1
Desertos
 É a vegetação típica de regiões semiáridas, áridas e
hiperáridas. A quantidade de chuva é baixíssima, fato
que impossibilita o desenvolvimento de vida animal e
de vegetação na maior parte dos desertos. Para uma
região ser enquadrada como deserto, é preciso que
ela receba menos de 250 mm (10 polegadas) de
chuva por ano, além de se observar também, o seu
nível de evapotranspiração. Tanto animais como
plantas apresentam eficientes adaptações às
condições dos desertos; alguns animais precisam de
quantidades mínimas de água. Durante o dia a
temperatura é alta, mas à noite ocorre perda rápida
de calor, que se irradia para a atmosfera e a
temperatura torna-se excessivamente baixa.
Savana (ou cerrado, no
Brasil)
 É formada por ervas muitos desenvolvidas que
chegam aos 2 metros de altura. Crescem na estação
das chuvas e secam na estação das secas. Apresenta
clima tropical, apresentando duas estações bem
definidas, sendo uma chuvosa e uma seca. As
Savanas ocorrem, principalmente, na zona
intertropical do planeta, por esse motivo recebe uma
enorme quantidade de luz solar. São vários os tipos
de savanas, como as savanas tropicais (africana),
savanas subtropicais, savanas temperadas, savanas
mediterrâneas, savanas pantanosas e savanas
montanhosas, embora a mais conhecida seja
realmente a savana da África. Os solos dessas áreas
são relativamente férteis, neles se fixam gramíneas,
geralmente desprovidas de árvores.
Estepes
 São vegetações herbáceas presentes em áreas de
clima temperado e que recebem diferentes
denominações em diferentes partes do mundo. Por
exemplo, na Europa e na Ásia, recebem o nome de
“estepe”. Na América do Norte, são chamadas de
“pradarias”. Na África do Sul, recebem o nome de
“veld”. E, na América do Sul, recebem o nome de
“pampa”. Os animais típicos das pradarias são os
ratos do campo, raposas, búfalos, espécies de
cabras, lebres, entre outros.. A pradaria se diferencia
da savana por apresentar apenas vegetação
herbácea, já que as savanas apresentam árvores e
são típicas de locais mais quentes e secos.
Tipos de Pradarias
 Pradaria alta: nos locais mais úmidos e que
apresentam gramíneas de até 2 metros de altura e
raízes muito profundas;
 Pradaria mista: apresenta uma grande diversidade
florística presente em solos altamente férteis;
 Pradaria baixa: que apresenta menor diversidade e
gramíneas de pequeno porte.
As pradarias não necessitam de grandes quantidades
de água para se desenvolver, mas, necessitam do
fogo. As queimadas naturais são benéficas ao ciclo de
vida das gramíneas típicas das pradarias. Tanto é que
elas desenvolveram um mecanismo de adaptação que
as torna capazes de brotar novamente após uma
queimada, recuperando totalmente o local.
Campos
 Nele, o número de espécies é muito grande, mas
representado por pequeno número de indivíduos de
cada espécie. A localização dos campos é muito
variada: centro-oeste dos Estados Unidos, centroleste da Eurásia, parte da América do Sul (Brasil,
Argentina) e Austrália. É caracterizado pela presença
de vegetação rasteira, herbáceas, gramíneas e
pequenos arbustos esparsos com características
diversas, conforme a região. Esse bioma, por
apresentar características propícias para a
agropecuária (solos férteis, terrenos planos, bons
índices pluviométricos, etc.), está sendo destruído
pelo desenvolvimento de atividades humanas e o
intenso uso de máquinas agrícolas pesadas. A
pecuária extensiva e o plantio de soja, milho, trigo e
arroz são os principais responsáveis pela redução da
fertilidade do solo, desmatamentos, erosão e
desertificação no bioma campos.
Montanhas
 Montanhas são acidentes geográficos e seu
agrupamento recebe o nome de cordilheira. Uma
montanha possui uma altitude maior que a de uma
colina. Em áreas que apresentam grandes altitudes,
as alturas variam entre 2.400 a 3.000 metros e,
nessas regiões, não são identificadas coberturas
vegetais. A superfície do planeta Terra é 24%
montanhosa e 10% da população mundial vive em
terreno montanhoso. A maior parte dos
grandes rios nasce em montanhas. As montanhas
mais elevadas resultam de dobramentos, isto é, de
forças internas que provocaram enormes dobras nas
rochas. Estas são as montanhas jovens, que se
desenvolveram no período terciário. Os Alpes,
na Europa e os Andes, na América do Sul são
exemplos dos tais dobramentos modernos.

similar documents