Esvaziar-se para sermos Plenos de Deus e Cheios de Frutos

Report
Retiro da Igreja em Brasilia-DF
Fevereiro de 2012
Identidade
Visual
Pecados
Sonhos /
Planos
Sentimentos
/ Convicções
Patrimônio
Liberdades/
Costumes
Pessoas /
Relacionamentos
“... antes de criar o homem, Deus foi
criando e preparando o mundo com tudo
que era aprazível, para seu sustento e
deleite....
Mas o pecado, entretanto, trouxe
complicações, e transformou esses dons de
Deus em potenciais de ruína para a alma....
O homem, por natureza, não goza mais de
paz em seu coração, pois Deus não se acha
mais entronizado ali...”
A.W.Tozer
“Entrai pela porta estreita, pois larga e a porta, e
espacoso o caminho que conduz para a perdicao, e
sao muitos os que entram por ela, porque estreita e a
porta, e apertado, o caminho que conduz para a vida
e sao poucos os que acertam com ela.”
Mateus 7:13-14
Marcos 8:34-35
Lucas 14:33
O caminho é apertado, pois a renúncia e o
esvaziamento TOTAL devem continuar,
sempre.
A proposta de tomar a Cruz é para todos
os dias, a renúncia é pra ser diária, e eu
não posso me esquecer quem é o Rei,
quem é que manda, qual deve ser o meu
lugar e minha atitude diante Dele.
Mas como eu posso me encher do Senhor,
se já estou cheio de outras coisas?
Mas, será que estou disposto a isso?
Renunciar todas as vezes que forem
necessárias? Tudo o que for necessário?
É necessário me esvaziar,
é necessário renunciar a TUDO !!!
"As raízes do nosso coração penetram
fundo nas coisas , e não ousamos arrancar
nenhuma delas com receio de morrer."
A.W.Tozer
"Os pobres bem-aventurados são aqueles
que já não são mais escravos das coisas,
pois quebraram o jugo; e o conseguiram,
não lutando, mas entregando tudo ao
Senhor. Embora libertos do sentimento de
posse, contudo, possuem tudo: "Deles é o
reino dos céus".
A.W.Tozer
“Então, lhe disse: Não estendas a mão
sobre o rapaz e nada lhe faças; pois agora
sei que temes a Deus, porquanto não me
negaste o filho, o teu único filho.”
Genesis 22:12
"Sim , deveras considero tudo como perda
,
por
causa
da
sublimidade
do
conhecimento de Cristo Jesus , meu
Senhor ; por amor do qual perdi todas as
coisas e as considero como refugo , para
ganhar a Cristo e ser achado nele , não
tendo justiça própria , que procede de lei ,
senão a que é mediante a fé em Cristo , a
justiça que procede de Deus , baseada na
fé para o conhecer , e o poder da sua
ressurreição , e a comunhão dos seus
sofrimentos , conformando-me com ele na
sua morte ; para, de algum modo ,
alcançar a ressurreição dentre os mortos"
"Quando
duas
entregas
livres
e
incondicionais se encontram, a d’Ele e a
nossa, manifesta-se o amor de Deus, a
força mais poderosa do universo, para
promover o Seu propósito eterno no meio
dos homens. Mas mesmo a nossa entrega
é Ele quem a proporciona, por meio do
Seu Espírito, que nos convence do pecado,
da justiça e de juízo e nos revela o Seu
amor paternal.“
Fernando Saboia
Precisamos ser muito mais corajosos que
o jovem rico, de não apenas perguntar e
ouvir, mas corajosos para obedecer a Ele e
renunciar o que ocupa o Seu lugar.
"O pior dos inimigos, o mais enganoso e
também o mais mortífero nesse caminho da
renúncia: o orgulho espiritual.
A renúncia não pode se tornar para nós um
troféu de santidade ou a prova de nossa
espiritualidade. Quando esse sentimento
encontra abrigo em nosso coração abrimos
suas portas para a presença do Inimigo. Não
temos qualquer mérito se renunciamos à vida
que era morte para assumirmos a morte
d’Ele, que é vida. O Senhor nos ofereceu isso
livre e graciosamente, sem qualquer condição
ou requisito, a não ser a nossa também livre e
completa entrega.“
Uma evidencia viva e pratica da renúncia em
razão do Senhorio de Cristo e da habitação
efetiva Dele em mim são os frutos:
“...quem permanece em mim e eu nele, esse
da muito fruto...” Jo.15:5
"....mas se morrer dá muito fruto“ Jo.12:2325
"...vinde após mim e eu vos farei pescadores
de homens.“Mt.4:19-20
"...que possamos cada dia viver concretamente
nossa renúncia a tudo para termos tudo n’Ele.
Que essa renúncia produza em nós o Encontro
íntimo com o Senhor, fonte de todo
Contentamento."
Fernando Sabioa

similar documents