LES_06_IITRI14 - Classe da Escola Sabatina

Report
LIÇÃO
06
II TRI
2014
A MORTE
DE
CRISTO E
A LEI
VISANDO
CRISTO E O
SÁBADO
1.
2.
3.
4.
5.
SÁBADO - DE DEUS OU DOS JUDEUS?
TEMPO PARA DESCANSO E ADORAÇÃO
TEMPO DE ALEGRIA
TEMPO DE CURA
TEMPO PARA RECOMEÇAR
LIÇÃO
5
VERSO PARA MEMORIZAR:
“Assim, meus irmãos, também vós morrestes relativamente à lei, por meio do
corpo de Cristo, para pertencerdes a outro, a saber, Aquele que ressuscitou
dentre os mortos, a fim de que frutifiquemos para Deus”
(Rm 7:4).
•
Ilustração: limite de velocidade
•
LEI: princípio ou conveniência?
•
O que precisa mudar: a lei, ou nossos
limites?
Nesta semana, estudaremos a morte de Jesus e o que
isso significa em relação à lei.
SÁBADO
LIÇÃO
6
MORTOS PARA A
LEI Romanos 7:1-6
•
•
•
Paulo não afirma que os Dez Mandamentos, que definem
o pecado, estão agora abolidos. Isso estaria em
contradição com grande parte da Bíblia, incluindo os
próprios escritos do apóstolo.
Em vez disso, ele fala sobre o novo relacionamento que
uma pessoa tem com a lei mediante a fé em Jesus.
A lei ainda é obrigatória, mas para aquele que crê em
Jesus, aquele que morreu para o eu e para o pecado, a lei
não mais o mantém nas garras da condenação, porque ele
passa a pertencer a outra Pessoa, o Senhor Jesus.
Meus irmãos, falo a vocês como a pessoas que conhecem a lei. Acaso vocês não sabem que a lei
tem autoridade sobre alguém apenas enquanto ele vive?
Uma interpretação literal é: "Toda pessoa viva está sob o
domínio da lei". A ênfase não está nos mortos, mas nos
vivos.
DOMINGO
Romanos 7:1
LIÇÃO
6
A LEI DO PECADO E DA
MORTE - Rm 8:1-8
Qual o papel da Lei?
A maioria dos textos sobre o sábado no Antigo
Testamento fala do sábado como dia de
descanso. o verdadeiro significado de
descanso é "cessação", "interrupção" ou
"pausa".
SEGUNDA
LIÇÃO
6
o PODER da
LEI
De acordo com
Romanos 4:15, 5:13 e
7:7, qual é a função da
lei?
De que forma os textos acima
lançam luz sobre
1 Coríntios 15:54-58?
O que Romanos 7:8-11
diz sobre o efeito da lei
sobre a pessoa que a
transgride?
Se lido isoladamente, 1 Coríntios 15:54-58 parece promover
uma visão negativa da lei de Deus. No entanto, a
mensagem de Paulo é que a lei "fortalece" o pecado apenas
porque ela define o que é o pecado. E, certamente, "o
salário do pecado é a morte" (Rm 6:23).
TERÇA
LIÇÃO
6
A LEI
IMPOTENTE
Como pode a mesma coisa ser ao mesmo tempo poderosa e impotente?
O que esses textos nos dizem sobre a lei e a salvação?
Atos 13:38, 39
Romanos 8:3
Gálatas 3:21
38 Seja-vos pois notório,
Porquanto o que era impossível
É a lei, então, contra as
varões, que por este se vos
à lei, visto que se achava fraca
promessas de Deus? De
anuncia a remissão dos
pela carne, Deus enviando o
modo nenhum; porque, se
pecados.
seu próprio Filho em
39 E de todas as coisas de que
fosse dada uma lei que
semelhança da carne do
não pudestes ser justificados
pecado, e por causa do pecado, pudesse vivificar, a justiça, na
pela lei de Moisés, por ele é
verdade, teria sido pela lei
na carne condenou o pecado.
justificado todo o que crê
Ao mesmo tempo, Sua morte [de Jesus] mostrou a inutilidade da
salvação pela observância da lei. Afinal, se a obediência à lei pudesse
nos salvar, Jesus não precisaria ter morrido em nosso lugar. O fato de
que Ele morreu por nós, revela que a obediência à lei não pode nos
salvar.
LIÇÃO
QUARTA
6
a MALDIÇÃO da LEI
Gl 3:10-14
A NATUREZA HUMANA
Sl 51:5
Is 64:6
Eis que eu nasci em
iniqüidade, e em
pecado me concedeu
minha mãe.
Pois todos nós somos como o
imundo, e todas as nossas
justiças como trapo da
imundícia; e todos nós
murchamos como a folha, e as
nossas iniqüidades, como o
vento, nos arrebatam.
Rm 3:23
Porque todos pecaram e
destituídos estão da glória
de Deus;
Mediante Sua morte, "Cristo nos resgatou da maldição da lei, fazendo-Se Ele próprio
maldição em nosso lugar" (Gl 3:13).
Pense no que Paulo disse: "Os que se apoiam na prática da lei estão debaixo de maldição"
(Gl 3:10, NVI). Por isso, a lei não pode nos salvar. Assim, somos amaldiçoados com a
morte.
Como o reconhecimento dessa verdade nos ajuda a valorizar o que recebemos
em Jesus? De que forma manifestamos essa valorização em nossa vida?
Leia 1 João 5:3.
QUINTA
LIÇÃO
6
1. Muitas religiões ensinam que, no fim da vida Deus
compara as boas ações com as más ações, antes de
determinar qual será a recompensa da pessoa. O
que está errado com esse pensamento?
2. Jesus morreu pelos nossos pecados. Se a
obediência à lei pudesse acrescentar alguma coisa a
esse sacrifício, qual seria a eficácia do sacrifício de
Cristo?
3. Por que é falsa a ideia de que a lei de Deus foi
abolida depois da cruz?
SEXTA
LIÇÃO
6
PRÓXIMO TEMA
Lição 7
VERSO PARA MEMORIZAR:
“O fim da lei é Cristo, para
CRISTO, O
FIM DA LEI
ANO BÍBLICO PROXIMA SEMANA: II Cr 1 à II Cr 23
justiça de todo aquele
que crê.”
(Rm 10:4).
slides preparado por: Pr. Wellington Almeida
•
Este arquivo está sendo disponibilizado em PDF para evitar incompatibilidades com sistemas diferentes (windows/macintosh).
•
Foi preparado no formato “.key” (aplicativo do mac) e salvo com efeitos. O documento em PDF tenta preservar os transições dos efeitos,
considerando para cada efeito uma página diferenciada; de maneira que o documento só será “bem visto” se voce utilizar o recurso de visualização
em “modo de tela cheia”.
•
NOVO: Estamos disponibilizando também em “PPT"a partir deste trimestre. Se houver alguma desconfiguração neste formato, favor utilizar o PDF.
Auxilio ao professor
1. A primeira lição que podemos aprender com Paulo é de que a lei de Deus é parte do grande conflito entre
o bem o mal (Rm 7).
• Diante de uma igreja dividida entre gentios que abusavam da liberdade cristã (cap. 9 a 15), e
judaizantes que defendiam o legalismo (cap. 1 a 4), Paulo procurou mostrar a inadequação da lei fora
da perspectiva da graça divina revelada em Jesus Cristo (cap. 5 a 8).
2. A segunda lição que podemos aprender com Paulo é de que a lei, quando mal compreendida, pode nos
levar à morte (Rm 7:8-13).
• Dessa forma, aprendemos com ele que podemos nos matar de uma “overdose” da lei, quando somos
zelosos quanto a ela em desatenção a seu sentido em Cristo. Por outro lado, há também a hipótese de
nos matarmos por privação da lei, quando a desprezamos ou a distorcemos para atender às nossas
tendências liberais, como era o caso de muitos conversos gentios da igreja de Roma (Rm 14).
3. A terceira lição que aprendemos com Paulo é de que a natureza humana é inimiga das leis (Rm 7:14-25).
• Na condição de inimigo da lei, o ser humano precisa se reconciliar com ela. Isso somente é possível por
meio de Jesus Cristo. Por meio dEle somos reconciliados com Deus e com as leis de Seu amoroso
governo (Rm 5:10, Cl 1:21).
4. A quarta lição que podemos aprender com Paulo diz respeito à limitação da lei (1Co 15:56, Rm 5:20a,
6:23, 7:7-9, 8:3; Gl 3:21).
• Assim, embora a lei seja importante instrumento da graça para nos mostrar o pecado e despertar-nos
para a necessidade de redenção, só Cristo pode nos redimir e nos tornar amigos de Deus e de Seus
mandamentos. E ao olhar para Cristo vem-nos a indagação: “Pecaremos contra tanta bondade?
Abusaremos de tal amor?”
5. A quinta lição que aprendemos com Paulo é de que a lei aponta a solução para nossa condição de
inimizade para com Deus e Suas reivindicações (At 13:38-39; Rm 5:13, 8:1-4).
Contatos: [email protected] - Twitter: @prwalmeida
Norteamento
•
Não é este a melhor opção para impressão e sim para apresentação. Grato.

similar documents