PROGRAMA PRÓ

Report
Seminário de Finalização
Cooperação internacional e Intercâmbio Acadêmico
para a Pesquisa Interdisciplinar e a Gestão de
Sistemas Socioecológicos na Amazônia
Professora Visitante Pró-Amazônia - CAPES
Dra Simone Athayde – Tropical Conservation and Development Program
University of Florida
Maio a Julho de 2014
SÍNTESE DA APRESENTAÇÃO
1. CONTEXTO E OBJETIVOS
2. ATIVIDADES REALIZADAS
• Workshop Programa Barragens e Reunião COOPI
• Intercâmbio e reuniões com docentes
• Apoio à orientação de alunos
• Disciplina optativa UNIR e UFT
• Projetos e conferências
• Publicações e relatórios
3. AVALIAÇÃO E SEGUIMENTO
CONTEXTO E OBJETIVOS
• Cooperação internacional entre Universidade da Flórida (UF) e
Universidades Amazônicas – histórico de 30 anos de intercâmbios e
parcerias entre Centro de Estudos Latinoamericanos e Programa de
Conservação e Desenvolvimento Tropical – TCD.
• Cursos de formação de lideranças na Amazônia – 2009, Alta Floresta
e 2010-2012- Cotriguaçu.
• Formação da rede de pesquisa integrativa sobre barragens
Amazônicas – Universidades Amazônicas, UF, Servico Geológico dos
Estados Unidos (Barragem de Glen Canyon). Início em 2011,
liderança brasileira UNIR e UFT.
• Dra. Carolina Doria – UNIR – Coordenadora projetos Pró-Amazonia e
COOPI – pesca e recursos pesqueiros como uma das temáticas
chaves para pesquisa integrativa.
PLATAFORMA DE APRENDIZAGEM ATIVA – PROGRAMA TCD
A missão do Programa de Conservação e Desenvolvimento Tropical
(TCD) da UF é conectar teoria e prática para avançar bem-estar social e
conservação ambiental nos trópicos.
Kainer et al. 2006.
LINHA DO TEMPO / TIMELINE
Curso de Campo
UF – Alta Floresta
2009
Reunião UF
Prof. Elineide:
“O que nos une
é a água.”
Mobilizando e
integrando
pesquisadores
UF, UFT, UNIR,
USGS
2010
2011
Elaborando
projetos e
formando
Simpósio na grupos
UF Flórida
Workshop no
Brasil
2012
2014
2013
Programa Barragens na Amazônia – Amazon Dams Program
PROJETOS/ PROJECTS:
Cooperação Internacional – Abordagem Integrativa
Pró-Amazônia – Peixes e Pesca
UF Seeds – Abordagem Integrativa
UF Seeds – Saúde Pública- Malária
Grupos de
trabalho,
intercâmbio
de
pesquisadores
e estudantes,
coordenação
de pesquisas
Conceitos-chave
 Pesquisa integrativa: produção e troca de conhecimentos
entre áreas disciplinares, atores sociais e instituições na
academia (interdisciplinaridade) e entre academia e sociedade
(transdisciplinaridade), visando a resolução de problemas.
 Sistemas socioecologicos complexos – teoria de sistemas,
barreiras entre dimensões sociais e ecológicas são arbitrárias.
Não-linearidade, complexidade, escalas, re-organização.
 Manejo adaptativo: aprendizagem de longo-termo e
retroativa sobre o sistema para melhorar o manejo do sistema.
Aprender com os estudos de caso e países.
PESQUISA INTEGRATIVA REDE DE BARRAGENS AMAZÔNICAS
Participantes
Acadêmicos
Tress et al. 2006
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior – CAPES
PROGRAMA PRÓ-AMAZÔNIA: BIODIVERSIDADE E SUSTENTABILIDADE
Rede cooperativa de pesquisa e formação de recursos humanos
para o estudo dos impactos dos empreendimentos hidrelétricos na
Amazônia sobre recursos pesqueiros e a pesca com enfoque
ecossistêmico
• Contribuir para o desenvolvimento e fortalecimento de uma rede
internacional de pesquisa sobre a dinâmica socioambiental da
implantação de barragens nas principais bacias da Amazônia.
• Fortalecimento e integração dos programas de pós-graduação
Amazônicos e da cooperação internacional, com ênfase para o programa
PGDRA da UNIR e Ciamb da UFT.
• Desenvolver abordagens inter e transdisciplinares inovadoras para a
gestão socioambiental na Amazônia.
ATIVIDADES REALIZADAS
Workshop Programa Barragens
Integrando Conhecimentos sobre Hidrelétricas
na Amazônia Legal: Aprendendo com as Experiências dos Rios Colorado (EUA),
Madeira (RO) e Tocantins (TO)
Palmas e Porto Velho, 04 a 10 de maio de 2014
Principais Atividades
• Planejamento do Workshop.
• Apoio logístico para viagem da equipe
americana, bem como para tradução de
apresentações e conversas.
• Apoio para elaboração de relatório técnico (em
finalização).
• Apoio para elaboração de publicações.
• Reunião de trabalho com equipe de
coordenação do Programa de Cooperação
Internacional Universidades Amazônicas e UF
(CAPES).
• Planejamento de página da internet para a rede.
• Apoio para intercâmbio acadêmico entre
pesquisadores, professores e alunos.
Intercâmbios e reuniões com gestores e docentes e
participação em aulas
•
•
•
Reunião com Reitora e Pró-Reitor de Pesquisa UNIR.
Reuniões com professores da UNIR e UFT.
Professora convidada para ministrar aula sobre epistemologia e
métodos quanti e qualitativos para a turma de graduação em
Pedagogia da Profa. Walterlina Brasil na UNIR.
Apoio à orientação de alunos
• Participação em banca de defesa de mestrado: aluna Livia Maciel
Lopes, Universidade Federal do Amazonas, Programa de PósGraduação em Ciências do Ambiente e Sustentabilidade na
Amazônia - PPG/CASA. Dia 22/07/2014, Manaus, AM.
•
Apoio para o desenvolvimento de projetos de mestrado e
doutorado de alunos da UNIR, UFT e UF.
Disciplina optativa UNIR e UFT
PESQUISA E PRÁTICA
INTERDISCIPLINAR PARA A
GESTÃO SOCIOAMBIENTAL NA
AMAZÔNIA
SISTEMAS SOCIOECOLÓGICOS
COMPLEXOS E GESTÃO SOCIOAMBIENTAL
NA AMAZÔNIA
Contexto e Necessidade
• Programas interdisciplinares na UF, UNIR e outras universidades: falta de
cursos fundacionais abordando a inter (e trans) disciplinaridade como
um campo específico de estudo e investigação na academia e entre
academia e sociedade.
• Demanda para criação de oportunidades para os estudantes
desenvolverem habilidades inter e transdisciplinares para a resolução de
problemas reais de gestão socioambiental na Amazônia.
• Fortalecimento de comunidades de prática para alavancar aprendizagem
e coordenar pesquisas sobre problemas ou temas comuns.
• Criação de oportunidades para estabelecimento de conexões e
colaboração entre a UF, a UNIR e outras universidades amazônicas (ex.
UFT).
MANDALA DA CLASSE
•
•
•
•
•
História
Aspectos políticos
Epistemologia
Paradigmas
Abordagem de
sistemas
• Ferramentas
integrativas
• Ferramentas
participativas
• Jogos e
ferramentas
criativas
• Facilitação da
aprendizagem
Fundamentos
Históricos e
Críticos
Habilidades
Ferramentas
Desenho de
Pesquisa
• Trabalho em
grupo
• Integração de
conhecimentos
• Comunicação
interpessoal
• Resolução de
problemas
• Qualitativo e
quantitativo
• Métodos inter e
transdisciplinares
• Treinamento para
análise crítica de
problemas
PEDAGOGIA E FORMATO DA CLASSE
• Pedagogia baseada na aprendizagem experiencial e na
participação ativa dos educandos no processo educativo
(Paulo Freire).
• Formato variado: mini-aulas expositivas, atividades em
grupo, jogos e atividades lúdicas, dinâmicas de grupo e
duplas/trios de monitoramento.
Disciplina Optativa UNIR E UFT
Disciplina Optativa
UNIR
UFT
Estudantes
10
14
Mestrado,
doutorado, Institutos
Federais
Foco principal
Interdisciplinaridade Sistemas
e gestao
socioecologicos
socioambiental
complexos e gestao
socioambiental
Duração (horas)
80
45
DINÂMICA ÁRVORE DO CONHECIMENTO
UNIR
UFT
JOGO CONCEITOS E SíMBOLOS
UNIR
UFT
MONITORIA E TRABALHO EM GRUPO E INDIVIDUAL
CAFÉ PAULO FREIRE
JOIADA E ARILSON
Análise de Redes Sociais
UFT
Antes
Depois
UNIR
Antes
Depois
METODOLOGIA PARA PROJETOS INTERDISCIPLINARES EM GRUPO
3) Construção de entendimento
abrangente
- Refletir sobre o processo –
teoria e prática interdisciplinar
- Comunicar e aplicar resultados
- Compartilhar produtos
- Avaliar trabalho em grupo:
como podemos melhorar?
3) ELABORANDO
PRODUTOS E
REFLETINDO SOBRE
RELEVÂNCIA E
POTENCIAIS
APLICAÇÕES
1) DEFININDO O
PROBLEMA
IDENTIFICANDO E
DELIMITANDO ÁREAS
DISCIPLINARES
EXPLORANDO
CONCEITOS-CHAVE
1) Definir o problema: por que
necessitamos uma abordagem
interdisciplinar?
- Quais áreas disciplinares sao
críticas para abordar o problema?
Por quê?
- Reduzir o foco e áreas
disciplinares (2 a 3 max)
- Refletir sobre habilidades para
trabalho em grupo
TRABALHO
EM GRUPO
2) DEFININDO O
DESENHO
METODOLOGICO
2) Desenho metodológico e Mapa da pesquisa
- Identificar métodos relevantes e variáveis para análise integrada
- Refletir sobre dinâmica e processo do trabalho em grupo
PROJETOS INTERDISCIPLINARES UNIR E UFT
UNIR
UFT
Pecuária e Desmatamento em
Rondônia
A gestão de políticas públicas das
águas na pesca, saúde e
comunicação: um estudo de caso da
usina de lajeado
A Mulher na Gestão Ambiental
Gestão compartimentalizada do
entorno do lago da UHE Lajeado,
Tocantins, Brasil
Gestao de Bacias Hidrograficas – Rio
Machado
Gestao ambiental e escolar
Mudanças na paisagem, hábitos de pesca
e o ordenamento social dos habitantes
das comunidades de Vila Nova e Bom
Jardim no município de Altamira-PA,
produzidas pela construção da usina
hidrelétrica de Belo Monte, Brasil
TEMA: Gestão dos Recursos
Hídricos
Benedita
Joiada
Karla
Lorena
Problema
Diagnosticar a participação da sociedade na
gestão dos recursos hídricos da bacia
hidrográfica do rio Machado - RO
Figura 1: Modelo do Sistema Socio-Ecológico proposto por Lorenzen (2008)
A AGROPECUÁRIA DAS PEQUENAS PROPRIEDADES
RURAIS E SEU IMPACTO NAS MATAS CILIARES
BOM DIA!
Ninguém ignora tudo. Ninguém sabe tudo.
Todos nós sabemos alguma coisa. Todos nós
ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos
sempre.
Não é no silêncio que os homens se fazem,
mas na palavra, no trabalho, na açãoreflexão. (Paulo Freire)
Valeu pela partilha de saberes...
de Simone e Carolina,
e dos colegas de Classe!
(Bené e Karla)
\’
AVALIAÇÃO
 Importância da oferta de disciplinas com foco em abordagens
inter e transdisciplinares e pedagogias que fortaleçam a
liderança e capacidade crítica para resolução de problemas.
 Necessidade de aprofundar estudos de caso e exemplos de
projetos de pesquisa integrativa.
 Necessidade de mais tempo e literatura para aprofundar
conceitos da teoria de sistemas.
 Promover maior integração entre os projetos e alunos da UF,
UFT e UNIR participantes da disciplina.
Projetos de Pesquisa e Conferências
PB/A CI - UHE BELO MONTE
• Projeto e atividade de pesquisa – Programa Pró-Amazônia e Verthic.
Monitoramento participativo da pesca entre o Povo Juruna da TI
Paquicamba afetado pela hidrelétrica de Belo Monte na Volta Grande
do Rio Xingu. PB/A – CI UHE Belo Monte.
• Metodologia e abordagem integrativa e transdisciplinar de
construção de conhecimento entre academia e sociedade, integrando
conhecimento indígena e conhecimento científico para a gestão de
recursos pesqueiros junto a povos indígenas na Amazônia.
Aldeia Muratu
PB/A CI - UHE BELO MONTE
Atividades realizadas durante o período da bolsa:
Síntese, apresentação e discussão dos dados do monitoramento
participativo da pesca no período de março a junho junto as
comunidades indígenas das aldeias Muratu, Paquiçamba e Furo Seco.
Conferência Internacional
Status e Futuro dos Maiores Rios do Mundo
2nd International Conference on the Status
and Future of the World’s Large Rivers
Manaus, 21 a 24 de Julho de 2014
Apresentação:
Participatory social‐environmental monitoring among the Juruna
people impacted by the Belo Monte Dam in the big bend of Xingu
River: Challenges and Opportunities.
Athayde, S. F., Marcondes, R.; Nascimento, H. S. e Ferreira, I. R.
Publicações
Publicações relativas ao Programa Barragens e Pró-Amazônia:
• Organizadora de Debate Contemporâneo para a Revista Tipiti (Coeditora, B1 CAPES) – Indigenous Peoples, Dams and Resistance in
Brazilian Amazonia. Em impressão. Artigo introdutório e 8 autores
colaboradores.
• Artigo em Co-autoria com Fernando Prado et al. – Revista Renewable &
Sustainable Energy Reviews (A1 CAPES) – Submetido, ref. RSER-D-1401287.
• Relato de evento (Workshop Barragens ) – Revista Novos Cadernos do
NAEA (UFPA), em co-autoria com grupo barragens - Em andamento.
• Revisão de artigo em co-autoria com Berenice Simão (Egressa UNIR), a
ser submetido para a Revista Ambiente e Sociedade (A1 CAPES) – Em
andamento.
AVALIAÇÃO E SEGUIMENTO
 Aprofundar integração entre universidades e bacias
hidrográficas através da coordenação de estudos de caso e
projetos com abordagem sistêmica.
 Promover ampla reflexão sobre inter e transdisciplinaridade
em programas de pós-graduação amazônicos, contribuindo
para a formação de recursos humanos para a gestão
socioambiental integrada.
 Estabelecer problemas críticos e desenho metodológico para
coordenar pesquisa integrativa entre as bacias hidrográficas e
estudos de caso.
 Levantar financiamento específico para projetos integrativos e
apoio a estudantes nas várias universidades envolvidas.
 Encontro COOPI e Mini-simpósio na Universidade da Flórida
em Outubro de 2014.esso dos participantes da rede.
AGRADECIMENTOS
CAPES – Programa Pró-Amazônia – Biodiversidade e Sustentabilidade
• Universidade Federal de Rondônia – UNIR. Programa de Pós-Graduação em
Desenvolvimento Regional e Meio Ambiente – PGDRA.
• Pró-Reitoria de Extensão e Pesquisa
• Universidade Federal do Tocantins – UFT. Programa de Pós-Graduação em
Ciências do Ambiente – Ciamb
• Universidade da Flórida – Programa TCD e Centro de Estudos Latinoamericanos
Docentes:
Carolina Doria - UNIR
Elineide Marques - UFT
Artur Moret - UNIR
Walterlina Brasil - UNIR
Adriana Malvásio - UFT
Philip Williams - UF
Bette Loiselle - UF
Robert Buschbacher – UF
Marianne Schmink - UF
Jynessa Dutka-Gianelli - UF

similar documents