Eletromagnetismo

Report
Revisão – UEPA 2013
PRISE III
Prof.:Marco Macêdo
(UNISA) Um feixe de partículas em movimento circular
está sob influência de um campo magnético uniforme B =
0,1 T. Sabendo que a carga de cada partícula é 8 x 10–19C e
que elas se movem a uma velocidade 2 x 105 m/s,
determine o valor da força magnética que atua sobre cada
partícula e o ângulo entre o campo e a velocidade.
a) 1,6 x 10–14 N 900
b) 0,8 x 10–14 N 900
c) 1.6 x 10–14 N 450
d) 1,6 x 10–14 N 00
e) 0,8 x 10–14 N 00
Um fio condutor rígido de 200 g e
20 cm de comprimento é ligado ao
restante do circuito através de
contatos deslizantes sem atrito,
como mostra a figura abaixo. O
plano da figura é vertical.
Inicialmente a chave está aberta. O
fio condutor é preso a um
dinamômetro e se encontra em
uma região com campo magnético
de 1,0 T, entrando perpendicular no
plano da figura, sendo g = 10m/s2.
Determine a intensidade da
corrente elétrica no circuito após o
fechamento da chave, sabendo-se
que o dinamômetro passa a indicar
leitura zero.
a) 14 A
b) 13 A
c) 12 A
d) 11 A
e) 10 A
A força magnética F que mantém a haste metálica H, de peso P e
comprimento L, em equilíbrio na posição indicada pela figura ao
lado, manifesta-se pela presença do campo magnético de módulo B,
produzindo pelo imã, e da corrente elétrica que percorre a haste e
que é mantida pelo gerador G. Sendo θ o ângulo que o fio flexível
forma com a horizontal, a intensidade da corrente no circuito é igual
a:
a) B.L.P.(tg θ)-1
d) P. (B.L. tg θ)-1
b) B.(P.L.tg θ)-1
e) L. (B.P. tg θ)-1
c) B.L(P. tg θ)-1
(Upe 2011) Um elétron com velocidade v = 109 cm/s penetra na
região de um campo magnético uniforme de intensidade B igual a
1,14. 10-3 T de acordo com a figura a seguir. A direção da
velocidade do elétron é perpendicular às linhas de indução do
campo magnético.
Dados: considere a relação carga do elétron / massa do elétron
1,76. 1011 C/Kg, α = 300 e sen α = 0,5
A profundidade máxima h de penetração do elétron na região do
campo magnético, em mm, vale
a) 5
b) 10
c) 15
d) 20
e) 25
Considere um aparato experimental
composto de um solenoide com n voltas
por unidade de comprimento, pelo qual
passa uma corrente I, e uma espira
retangular de largura ℓ, resistência R e
massa m presa por um de seus lados a uma
corda inextensível, não condutora, a qual
passa por uma polia de massa desprezível
e sem atrito, conforme a figura. Se alguém
puxar a corda com velocidade constante v,
podemos afirmar que a força exercida por
esta pessoa é igual a:
a) (μ0nIℓ)2v / R + mg com a espira dentro do solenoide.
b) (μ0nIℓ)2v / R + mg com a espira saindo do solenoide.
c) (μ0nIℓ)2v / R + mg com a espira entrando no solenoide.
d) μ0nI2ℓ + mg com a espira dentro do solenoide.
e) mg e independe da posição da espira com relação ao solenoide

similar documents