A Contabilidade

Report
EMENTA DA DISCIPLINA
Evolução da contabilidade, objetivos da contabilidade, Estrutura
conceitual, Estática Patrimonial. Dinâmica Patrimonial.
Procedimentos contábeis com a finalidade de gerar informações
OBJETIVO GERAL
Conhecer os princípios básicos da contabilidade e sua
evolução. Analisar e interpretar relatórios contábeis.
OBJETIVOS ESPECÍFICOS
Conhecer o conceito e o desenvolvimento da teoria contábil;
Explorar as demonstrações contábeis com ênfase no Balanço Patrimonial e
Demonstração de Resultado de exercício;
Estimular a percepção quanto às informações contidas nas demonstrações
contábeis e a interpretação para potencializar a utilização destas na gestão de
uma organização;
Demonstrar os procedimentos contábeis.
METODOLOGIA
O método de ensino utilizado para exposição dos conteúdos da
disciplina será via de regra a aula expositiva, principalmente
quando o assunto tratado consistir em conteúdo histórico. Já nas
aulas práticas utilizaremos técnicas que abordem a participação
do aluno e o interesse pela matéria tais como elaboração de
trabalhos individuais e ou em grupo a fim de fixação do
conteúdo repassado em sala.
AVALIAÇÕES
Percentual da
Prova: 70%
Percentual do
Trabalho: 30%
Prova escrita - 01 por bimestre podendo conter questões
objetivas e discursivas.
Trabalhos individuais ou em
grupos : 01 ou + por bimestre.
BIBLIOGRAFIA
Bibliografia Básica
FAVERO, HAMILTON et al.CONTABILIDADE TEORIA E PRATICA.SAO PAULO: ATLAS, 2006.
FAVERO, HAMILTON et al.CONTABILIDADE TEORIA E PRATICA.SAO PAULO: ATLAS, 2007.
MARION, JOSE CARLOS. CONTABILIDADE BASICA .SAO PAULO: ATLAS, 2009.
Bibliografia Complementar
IUDICIBUS, SERGIO DE; MARTINS, ELISEU; GELBCKE, ERNESTO RUBENS. MANUAL DE CONTABILIDADE DAS
SOCIEDADES POR ACOES APLICAVEL AS DEMAIS SOCIEDADES.SAO PAULO: ATLAS, 2007.
IMBASSAHY, JOAO. CONTABILIDADE GERAL .RIO DE JANEIRO: FERREIRA, 2008.
SILVA, CESAR AUGUSTO TIBURCIO; TRISTAO,GILBERTO. CONTABILIDADE BASICA .SAO PAULO: ATLAS, 2000.
FERREIRA, RICARDO J.. CONTABILIDADE BASICA FINALMENTE VOCE VAI APRENDER CONTABILIDADE.RIO DE
JANEIRO: FERREIRA, 2007.
FERREIRA, RICARDO J.. CONTABILIDADE - ESAF COLEÇAO PROVAS COMENTADAS.RIO DE JANEIRO: FERREIRA,
2006.
O QUE É?
O que é Contabilidade?
Em contabilidade só fazemos cálculos?
O que é débito e o que é crédito?
Para que serve a Contabilidade?
O que é BP, DRE, DFC, DLPA?
Quem são os Usuários da Contabilidade?
O que é uma Conta?
Como calcular o lucro econômico da
empresa?
O que é um Plano de Contas?
O que é Ativo e Passivo para a
Contabilidade?
Como Elaborar as demonstrações
contábeis?
O que é Receita?
O QUE É?
Todas estas perguntas deverão ser respondidas no decorrer do semestre, dentro
desta disciplina e será a estrutura de todos o curso de Ciências Contábeis e Base
de Conhecimento para ajudar na tomada de decisão para os Administradores.
O QUE É O CADUCEU, SÍMBOLO DA CONTABILIDADE?
O caduceu é um bastão entrelaçado com duas serpentes, que na
parte superior tem duas pequenas asas ou um elmo alado. Sua
origem se explica racional e historicamente pela suposta
intervenção de Mercúrio diante de duas serpentes que lutavam, as
quais se enroscavam em seu bastão. Os romanos utilizavam o
caduceu como símbolo do equilíbrio moral e da boa conduta: o
bastão expressa o poder; as duas serpentes, a sabedoria; as asas, a
diligência (cuidado, zelo, prontidão); o elmo é emblemático de
pensamentos elevados.
(http://www.crcsp.org.br/portal_novo/profissao_contabil/caduceu.htm, acesso em 18.07.2013 às 08:56)
HISTÓRIA DA CONTABILIDADE
Acredita-se que ela seja tão antiga quanto a origem do homem.
Assim que o homem passou a adquirir bens, surgiu a necessidade de controlá-los,
surgindo então inventário.
Alguns pesquisadores revelam que os primeiros sinais concretos da contabilidade
datam de mais ou menos 4.000 anos a.C.
HISTÓRIA DA CONTABILIDADE
Segundo Fávero, ET AL; (2006, p.7):
Os registros contábeis mais importantes de que se tem
conhecimento são os da Suméria, da civilização egípcia e da
civilização pré-helênica, que demonstram que a contabilidade já era
considerada um importante instrumento de controle pelas
principais civilizações do mundo antigo.
A CONTABILIDADE: ORIGEM E SUA EVOLUÇÃO AO LONGO DO TEMPO, ABORDANDO
AS PRINCIPAIS ESCOLAS DE PENSAMENTO.
Com desenvolvimento comercial da Europa a partir do século XIII até o início do
século XX teve início e domínio a Escola Italiana de Contabilidade, que
influenciou praticamente todo o mundo até o começo do século XX.
Assunto será abordado em uma aula específica com apresentação de trabalhos
sobre as principais Escolas e Pensamentos contábeis.
Noções de Contabilidade
O QUE É CONTABILIDADE?
Marion (2009, p. 28) afirma que:
A contabilidade é o instrumento que fornece o máximo de informações úteis para a
tomada de decisões dentro e fora da empresa. Ela muito é antiga e sempre
existiu para auxiliar as pessoas a tomarem decisões. Como o passar do tempo, o
governo começa a utilizar-se dela para arrecadar impostos e a torna obrigatória
para a maioria das empresas.
É portanto a ciência que estuda e controla os patrimônios das entidades, através de
registros, demonstrações e intepretações dos fatos ocorridos.
Vale ressaltar que a Contabilidade embora utilize os métodos quantitativos
(matemática e estatística) como sua principal ferramenta, é considerada uma
Ciência SOCIAL, pois é ação humana que gera e modifica o fenômeno
patrimonial.
OBJETO E OBJETIVO DA CONTABILIDADE
Objeto: Patrimônio
Objetivo: o controle do patrimônio o qual tem a finalidade de fornecer informações
para se controlar, interpretar fatos ocorridos representando-os graficamente,
mediante registros e demonstrações, fornecendo, assim, as informações sobre o
patrimônio para as tomadas de decisões de todos os setores (interno e externo)
direta ou indiretamente.
USUÁRIOS DA CONTABILIDADE
Segundo Marion (2009) são usuários da contabilidade as pessoas que utilizam da
contabilidade, que se interessam pela situação da empresa e buscam na
contabilidade suas repostas.
Podem ser: Internos e Externos
USUÁRIOS DA CONTABILIDADE
Usuários internos são aqueles que atuam dentro da empresa e
utilizam essas informações para tomar suas decisões, essas
informações são direcionadas de acordo com as necessidades
dos usuários. Esses usuários são os gerentes, os diretores, os
encarregados de produção, os chefes se departamento etc.
USUÁRIOS DA CONTABILIDADE
Os usuários externos são àqueles que não trabalham dentro das
empresas, mas precisam das informações para suas tomadas de
decisão, esses tipos de usuários necessitam de informações
padronizadas. Os usuários externos são os governos, instituições
financeiras, fornecedores, sindicatos e etc.
USUÁRIOS DA CONTABILIDADE
FONTE: MARION, 2009
Investidores /
Sócios
Analistas/
Administradores
Bancos /
Financiadores
Informações
Contábeis
Empregados/
Prestadores de
serviços
Setor Público /
Governo
Sindicatos, IBGE,
Clientes
Fornecedores/
Consultores
USUÁRIOS DA CONTABILIDADE
ABAIXO MOTIVOS PELOS QUAIS OS USUÁRIOS UTILIZAM A CONTABILIDADE:
Analistas/ Administradores: tomada de decisão;
Investidores e sócios: análise do investimento, retorno sobre o capital investido;
Bancos/ financiadores: análise de crédito para empréstimos e financiamentos;
Empregados/ Prestadores de serviço: conhecer melhor a situação da empresa;
Fornecedores/ consultores: sabe se empresa tem condições de pagar suas dívidas para
continuar fornecendo mercadorias e serviços;
Sindicatos, IBGE, Clientes: conhecer melhor a situação da empresa; Os sindicatos por
exemplo utilizam relatórios para determinar a produtividade do setor, fator
preponderante para reajuste de salários.
Setor Público/ Governo: saber quanto de impostos foi gerado para os cofres públicos.
CAMPOS DE APLICAÇÃO DA CONTABILIDADE
Comercial
Industrial
Pública
Bancária
Hospitalar
Agropecuária
de Seguros
A CONTABILIDADE COMO PROFISSÃO
1) Os professores de contabilidade: Aproveite a máximo deles, pergunte, busque conselhos.
Dedique-se o máximo no seu curso. Se você for usar o professor como consultor depois
do curso, isto vai lhe custar caro, em média US$ 100,00 por hora.
3) Busque conhecimento paralelo ao seu curso: marketing contábil (como ter sua marca);
conheça pelo menos mais de uma língua (de preferência inglês); seja bom na área de
informática (domine Internet, softwares contábeis, planilhas eletrônicas, bancos de
dados...).
4) Seja um pesquisador por excelência. Não aceite apenas receber tudo “mastigado” do
professor. Lá na empresa não haverá mais professor e você terá que buscar, descobrir
conhecimento. Faça da sua escola um laboratório.
A CONTABILIDADE COMO PROFISSÃO
4) Há áreas de conhecimento que serão decisivas, além da contabilidade, no seu sucesso
profissional: métodos quantitativos (matemática e estatística), disciplina afins
(administração e economia), legislação (direito) etc; as dedique-se ao máximo.
5) Aprenda a ser desinibido, a falar bem: participe dos seminários (o contador é a pessoa que
mais fala para induzir às decisões certas na empresa), manifeste opinião na sala de aula,
leia um jornal diariamente e revistas de negócios. Fique atento aos professores que se
expressam bem. Use dicionário várias vezes na semana.
6) O mercado não vê com bons olhos o “clínico geral” (o que sabe de tudo um pouco).
Procure se especializar, concentrar esforços em uma atividade contábil que você tem
mais dons (durante o curso estes dons serão despertados): auditoria (interna e externa),
perito contábil, contador de custos, controller, planejador tributário, atuário, carreira
acadêmica, concurso público, consultor, investigador de fraudes, empresário contábil,
analista (financeiro, de crédito, de investimento), pesquisador contábil, escritor contábil
etc.
A CONTABILIDADE COMO PROFISSÃO
São várias as alternativas para o estudante de contabilidade
escolher, se especializar e trabalhar. Vejamos algumas delas:
A CONTABILIDADE COMO PROFISSÃO
Contabilidade Financeira: é a contabilidade geral, obrigatória para todas as empresas
com o objetivo de fornecer informações básicas aos seus usuários. Quando
aplicada a uma empresa especifica recebe o nome relacionado à atividade da
empresa. Portanto, caso seja a contabilidade de um hospital: Contabilidade
Hospitalar.
Contabilidade Gerencial: Para Iudícibus (2002) é a contabilidade voltada para
fornecimento de informações para a tomada de decisão sem se prender aos
princípios fundamentais da contabilidade. O profissional da contabilidade
gerencial é conhecido também como Controller.
A CONTABILIDADE COMO PROFISSÃO
Contabilidade de Custos: tem como objetivo a interpretação e o controle dos custos
dos bens fabricados ou comercializados, ou dos serviços prestados pela
empresa.
Auditor independente: profissional que realiza auditoria na empresa, sem ser um
empregado da mesma.
Auditor interno: ao contrário do auditor externo, trabalha na empresa e tem como
principal preocupação o controle interno da empresa.
A CONTABILIDADE COMO PROFISSÃO
Analista financeiro: analisa a situação econômico-financeira da empresa por meio de
relatórios fornecidos pela contabilidade. Análise pode ser para verificar medida de
desempenho, concessão de crédito, investimentos etc.
Perito Contábil: solicitado pela justiça o contador fará uma verificação na exatidão dos
registros contábeis e em outros aspectos.
Consultor Contábil: prestar consultoria fiscal, na área de processamento de dados etc.
Professor de Contabilidade
Pesquisador Contábil: pouco explorado no Brasil, mas em uso em algumas universidades.
Cargos Públicos
Cargos Administrativos: gerentes, executivos, etc.
Escritor
Vale lembrar que em
Contabilidade assim
como em todas as profissões a ética
deve prevalecer.
PARA QUEM A CONTABILIDADE DE MANTIDA?
A Contabilidade pode ser feita para
Pessoa Física ou Pessoa Jurídica.
Considera-se pessoa, juridicamente
falando, todo ser capaz de direitos
e obrigações.
PESSOA FÍSICA é a pessoa natural, é
todo ser
humano,
é todo indivíduo (sem qualquer
exceção).
PARA QUEM E MANTIDA A CONTABILIDADE?
PESSOA JURÍDICA é a união de indivíduos que, através de um contrato
reconhecido por lei, formam uma nova pessoa, com personalidade
distinta da de seus membros. As pessoas jurídicas podem ter fins
lucrativos (empresas industriais, comerciais etc.) ou não (cooperativas,
associações culturais, religiosas etc.). Normalmente, as pessoas jurídicas
denominam-se empresas.
Entidade Contábil – Pessoa
para quem é mantida
a
contabilidade, podendo ser
pessoa jurídica ou física.
Para a Próxima Aula
Exercícios Referente Capítulos 1 a 6 (no
fim da Apostila)

similar documents