indústria do entretenimento tv globo

Report
INDÚSTRIA DO ENTRETENIMENTO
TV GLOBO
NOVOS MODELOS DE EMPRESAS
PROFESSOR ONÓFRIO NOTARNICOLA FILHO
Caio Souza
Lia Jardini
Lucila Turqueto
Maria Beatriz Lorena de Mello Grella Vieira
Marina Auler
Marina Torrens
Histórico
• As Organizações Globo iniciaram seus trabalhos em 1911 com a fundação
por Irineu Marinho do jornal “A Noite”, que circulou pela primeira vez em
18 de agosto de referido ano.
• Em 1951, sob a chefia de Getúlio Vargas, o governo aprova o
requerimento para a concessão de um canal de TV para a Rádio Globo.
Nesse momento funda-se a TV Globo.
• A TV Globo é controlada pela família Marinho através das Organizações
Globo, que atualmente também são detentoras das empresas Globopar
(Estúdio TV, Editora e Gráfica, TV Paga e Internet), Rádio Globo e
Infoglobo.
Análise do Arranjo Organizacional
• A TV Globo possui estrutura funcional, com hierarquia.
• Características:
– Economia de escala
– Conhecimento em profundidade
– Respostas a mudanças mais lentas
– Menor inovação
• Isso pode ser demonstrado nos slides seguintes, por meio do organograma
da empresa.
Organograma (simplificado)
Org.
Globo
Mira
Midia
Infoglobo
Globopar
Sistema
Globo de
Rádio
Globosat
Distel. S.A.
TV Globo
Fund. R.
Marinho
Editora
Globo
Ind. Bras.
Alimentos.
INBASA
Som Livre
Globo
Filmes
Banco
Roma
Imobiliária
Roma
Segurador
a Roma
Organograma (detalhado)
Central Globo
Comercialização
Divisão de
Planejamento e
MKT
Planejamento
Rede
Planejamento
Exibidora SP
Comunicação
Mercadológica
Central Globo
de Marketing
Divisão de
Informações de
MKT
Planejamento
Exibidora DF
Presidente
executivo
(Roberto Irineu
Marinho)
Direção Geral
(Octavio
Florisbal)
Dir. Geral de
Comercializaçã
o (Willy Haas)
Dir. Geral de
Jornalismo e
Esporte (Carlos
H. Schroder )
Central Globo
Desenvolvimen
to Comercial
Divisão de MKT
Esportivo
Planejamento
Exibidora RJ
Central Globo
de Operações
Comerciais
Divisão de
Desenvolvimen
to de Produtos
Planejamento
de MKT
Dir. Geral de
Entreteniment
o (Manoel
Martins)
Central Globo
de Relações
com o Mercado
Análise do Ambiente Setorial
• Entretenimento é um dos setores em que a população mais investe
• Rápidas mudanças
– Novos hábitos da população
– Novas tecnologias
• Fatores de mudança
– Batalha pelo mercado total do entretenimento
– Difusão da Pirataria
– Falta de conteúdo
Análise da Estratégia do Negócio
• Barreira de entrada
– Ameaça fraca. Preocupação com os concorrentes.
• Rivalidade competitiva
– Ameaça forte. Setor altamente competitivo.
• Produtos substitutos
– Ameaça forte. Internet, novas tecnologias, canais fechados.
• Poder dos clientes
– Ameaça forte. Muitas opções e facilidade para escolher.
• Poder dos fornecedores
– Ameaça fraca. Poucos canais de distribuição disponíveis.
Análise da Operação do Negócio
• Venda de publicidade
• Processo de produção complexo - Programas muito distintos, envolvem
uma enormidade de atividades (da logística até a construção de cenários)
• Projeto de BI que visa a tomada de decisão baseada mais em informações
e não somente na experiência de seus produtores
• Opera com mais de 600 áreas de custo e, aproximadamente 200 processos
Oportunidades de Novos Modelos
Organizacionais
• Fornecedor de conteúdo Multi-Plataforma
– distribuição de conteúdo com foco único no aparelho de televisão
convencional
• Streaming via Internet
– A disponibilização do conteúdo via Internet permitirá que a Globo
disponibilize praticamente toda a programação já apresentada para os
espectadores. Algo parecido começou a ser feito com o canal da TV a
cabo ViVa.

similar documents