ISO 14000 - penseambientalmente.com

Report
Caro Aluno
Este material foi desenvolvido de modo que possa
acompanhar de maneira mais objetiva e clara os
temas que serão abordados pela disciplina
Prof. Aline Guimarães Monteiro Trigo
DEPES / DEPBG
NORMAS ISO
O QUE É ISO
• International Organization for Standardization
• Concilia interesses na elaboração e difusão de normas
internacionais em todos os domínios de atividades,
exceto no campo eletro-eletrônico, o qual é
responsabilidade da IEC (1926)
• Fundada em 1947 com 26 países (Genebra- Suíça) com
objetivo de criar normas técnicas para formação de
padrões internacionais aceitos
• Mais de 100 países (organizações membros)
participantes. Em 2001, eram 138.
• Ser única entidade representativa no país (é o caso da
ABNT). O INMETRO é o organismo acreditador –
reconhece a entidade competente para conceder
certificação, como BVQI e Fund. Vanzolini
Histórico (Antes da ISO 14000)
A primeira norma sobre SGA foi a BS 7750, criada
pelo British Standards Institution (BSI) em 1992.
Embora não mais aplicada, sua importância é
inquestionável, seja por ter sido a primeira norma
sobre o assunto, seja porque seu modelo de SGA
tornou-se um protótipo para as normas voluntárias
criadas em outros países e para as normas da série
ISO 14.000 (junho de 1997)
BS 7750 define SGA como estrutura organizacional,
responsabilidades, práticas, procedimentos,
processos e recursos para implementar o
gerenciamento ambiental.
ISO: A busca pelo Desenvolvimento
Sustentável
• Grau de comprometimento com práticas
ambientais saudáveis - Política
• Padrão de desempenho ambiental
determinado pela legislação e normas
aplicáveis à unidade
• Instrumento empresarial
• Necessário:
• Regulamentação de indicadores regionais
e de desempenho ambiental
• Gestão pró-ativa das empresas - vantagem
competitiva - demanda de mercado
Países Associados
• 2005 = 146 países, onde 99 paises membros (25,2%
desenvolvidos), 36 correspondentes e 11 assinantes
• Custo de operação da ISO é de cerca de 94 milhões
de dólares (65% coberto por taxas de participação)
• Países em desenvolvimento arcam com 50% dos
custos operacionais e não participam, tanto, das
lideranças dos TC. As lideranças dos TC são de 94%
dos países desenvolvidos, que contribuem com <
50% dos custos (PIB do país).
• A posição de líder facilita a inserção de exigências
técnicas nos textos normativos com objetivo de criar
barreiras ao comércio de interesses dos agentes
econômicos de seu pais
Elementos da ISO
• Responsabilidade de gerenciar o processo de
desenvolvimento de normas  órgãos nacionais (de cada
país) membros da ISO
• 1991, a ISO criou o SAGE (grupo de assessoria para estudar
questões decorrentes da proliferação de normas ambientais e
seus impactos sobre o comércio exterior) e recomendou a
criação de um TC 207 para criação das normas de GA (março
de 1993). Associação Canadense de Normas: suporte e
administra o programa geral de trabalho do TC.
• 1994, o Brasil criou o GANA (grupo de apoio à normalização
ambiental) com sede no RJ, pois não havia um Comitê
Brasileiro para acompanhar desenvolvimento normas no país.
• GANA  ABNT/CB 38 – Comitê Brasileiro de Gestão Ambiente
(abril de 1999)
Elementos da ISO
• ABNT/CB 38  estrutura semelhante a ISO/TC 207.
Representa os interesses do país no desenvolvimento de
normas de GA. Apoio: MMA, MCT, Petrobras, ESSO ...
• Os subcomitês iguais ao TC 207: SC 01 a SC 06. Além disso:
SC 07: Aspectos ambientais em projetos; SC 08:
Comunicação Ambiental; SC 09: Mudanças Climáticas
• Membros da ISO  Membros participantes – participa e vota
nas reuniões (P) ou Membros observadores – recebe
informações e observa o processo (O) de qq. TC (Comitê
Técnico – TC 207), SC (Subcomitê) ou WG (Grupo de
Trabalho).
• Cada SC é coordenador por um órgão nacional de
normalização membro da ISO
Normas Série ISO 14.000
• ISO - 14.001/04 - Sistema de Gestão Ambiental especificações com diretrizes para uso. (única que permite
certificação)
• ISO - 14.004/04 - Sistema de Gestão Ambiental Diretrizes gerais sobre princípios, sistemas e técnicas de
apoio.
• ISO - 14.010/96 - Diretrizes para Auditoria Ambiental Princípios gerais.
• ISO - 14.011/96 - Diretrizes para Auditoria Ambiental Procedimentos de auditorias - Auditoria de sistema de
gestão ambiental.
• ISO - 14.012/96 - Diretrizes para Auditoria Ambiental Critérios de qualificação para auditores ambientais.
•ISO 19011/02 – Auditorias de Sistemas de Gestão de
Qualidade e/ou Ambiental – Princípios, Gestão de programas
(procedimentos) e Critérios de qualificação.
•ISO - 14.020/02 - Rotulagem ambiental e declarações Princípios básicos.
•ISO - 14.021/04 - Rotulagem ambiental e declarações – TIPO
II (Autodeclarações ambientais) - Termos e definições.
•ISO - 14.024/04 - Rotulagem ambiental e declarações Rótulos ambientais TIPO I - Princípios e procedimentos.
•ISO - 14.025/03 - Rotulagem ambiental e declarações Rótulos ambientais TIPO III - Princípios e procedimentos.
• ISO - 14.031/04 - Avaliação de Desempenho ou
Performance Ambiental: Diretrizes para avaliação
• ISO – 14032/99 – Exemplos de Avaliação de
Desempenho ou Performance Ambiental.
• ISO - 14.040/97 - Análise de ciclo de vida - Princípios
gerais e diretrizes.
• ISO - 14.041/98 - Análise de ciclo de vida - Análise de
inventários.
• ISO - 14.042/00 - Análise de ciclo de vida - Avaliação de
impactos.
• ISO - 14.043/00 - Análise de ciclo de vida - Interpretação
de resultados.
• Em 2003, a ISO juntou as 4 primeiras: ISO - 14041/03 e ISO
-14044
• ISO – 14050/04 – Termos e definições
• Integração de aspectos ambientais no projeto e
desenvolvimento de produtos (WG 01) (ISO – 14062/04):
Conceito de ECODESIGN  novas oportunid.de mercado,
qualidade do produto e inovação.
Outros dois NOVOS grupos de trabalho:
• Comunicação Ambiental (WG 04) (ISO – 14063/06:
Definição sobre comunicação do desemenho ambiental das
empresas)
• Mudanças Climáticas (WG 05 e 06) (ISO – 14064/06:
Especificação para quantificação, monitoramento e
comunicação de emissão e absorção de GEE e ISO –
14065/07: Requisitos para validação e verificação de
organismos para uso em acreditação)
• No Brasil, os WG transformados em SC
Documentos da ISO (elaboradas em 1993)
• Normas Internacionais ISO  estabelecem regras
a serem seguidas e apoiadas pelo maior nível de
consenso internacional (3 anos)
• Guias ISO  regras a serem seguidas pelos TC´s
ao elaborarem Normas Internacionais
• Especificações Técnicas ISO  documentos
sobre temas onde o consenso internacional
sobre normas ainda está em evolução
• Relatórios Técnicos ISO  documentos
informativos que fornecem material de apoio para
as normas internacionais
Processo de Formação de um Documento
na ISO
• Estágio de Proposta: proposta de novo item de
trabalho
• Estágio de Preparação: rascunho de trabalho
(período 6 meses)
• Estágio de Comitê: rascunho de Comitê (12 meses)
• Estágio de Consulta: rascunho de norma
internacional (24 meses)
• Estágio de Aprovação: rascunho final de norma
internacional (33 meses)
• Estágio de Publicação: norma internacional (36
meses) – TOTAL: 3 ANOS
Objetivos da Norma ISO 14000
A família de normas ISO 14.000 aborda a gestão
ambiental por meio de uma série de normas
sobre sistemas de gestão ambiental, auditoria
ambiental, avaliação do desempenho ambiental,
avaliação do ciclo de vida do produto,
rotulagem ambiental e aspectos ambientais em
normas de produtos.
Presença da Norma ISO 14000
•
•
•
•
•
•
•
•
•
•
Pressões legais e normativas
Barreiras técnicas e de mercado
Conscientização ambiental
Órgãos ambientais
Financiamento
Pressões do cliente
Seguradoras
Modernização dos sistemas de qualidade
Sofisticação do processo produtivo
Preocupação com as gerações futuras
Gestão Ambiental pela ISO 14000
Gestão Ambiental
ISO 14000
Sistema de
Gestão
Ambiental
Avaliação de
Desempenho
Ambiental
Auditoria
Ambiental
Avaliação da Organização
Análise do Ciclo
de Vida
Rotulagem
Ambiental
Aspectos
Ambientais
nos Produtos
Avaliação do Produto
Fonte: Quality Digest, Jul.1994
Modelo para a ISO 14000
O modelo de SGA da família ISO 14.000 também
se baseia no ciclo PDCA, tendo como ponto de
partida o comprometimento da alta
administração e a formulação de uma política
ambiental.
O ciclo Plan-Do-Check-Act (PDCA) permite elaborar planos
de trabalhos para qualquer área problema de modo contínuo,
tornando-se desse modo uma metodologia básica para se
alcançar permanentemente novos padrões de desempenho.
Sistema de Gestão Ambiental (ISO 14001)
Ciclo de Melhoria Contínua
Política Ambiental
Análise Crítica pela
Administração
Verificação e Ação Corretiva:
•monitoramento e medição
•não conformidade e ações
corretivas/preventivas
•auditoria do SGA
Planejamento Ambiental:
•aspectos ambientais
•legislação e outros requisitos
•objetivos e metas
•programa (s) de gestão ambiental
Implementação e Operação:
•estrutura e responsabilidade
•treinamento, conscientização e competência
•comunicação
•documentação do SGA
•controle de documentos
•controle operacional
•preparação e atendimento a emergências
Sistema de Gestão Ambiental
O conjunto de responsabilidades organizacionais,
procedimentos, processos e meios que adotam para a
implantação da uma política ambiental em determinada
empresa ou unidade produtiva. Um SGA é a
sistematização da gestão ambiental por uma
organização determinada. É o método empregado para
levar uma organização a atingir e manter-se em
funcionamento
de
acordo
com
as
normas,estabelecidas, bem como para alcançar os
objetivos definidos pela em sua política ambiental
Recomenda-se à organização as seguintes
etapas para o SGA (NBR ISO 14001)
a) Estabelecer uma política ambiental apropriada
para ela;
b) Identificar os aspectos ambientais
decorrentes de suas atividades, produtos e
serviços, passados, existentes ou planejados,
para determinar os impactos ambientais
significativos;
c) Identificar os requisitos legais e
regulamentares aplicáveis;
d) Identificar prioridades e estabelecer objetivos
e metas ambientais apropriadas;
e) Estabelecer uma estrutura e programas para
implementar a política e atingir objetivos e
metas;
f) Facilitar as atividades de planejamento,
controle, monitoramento, ação corretiva,
auditoria e análise crítica, de forma que a
política seja obedecida e que o SGA
permaneça apropriado; e
g) Ser capaz de adaptar-se às mudanças das
circunstâncias.
Panorama de empresas certificadas
• Em 2011, quase 268.000
empresas no mundo com
ISO 14001. E mais de um
milhão de empresas com
ISO 9001.
• Os 3 países em que houve
maior
crescimento
do
número de certificados ISO
14001
em
2010/2011:
China (69784 empresas
certificadas), Itália e França
• Brasil:
1999
(100
empresas);
2005
(2000
empresas);
2011
(5000
empresas) – GRÁFICO.
Certificações ISO 14001 no Brasil
5000
4500
4000
3500
3000
2500
2000
1500
1000
500
0
1999
2000
2001
2002
2003
2004
2005
ano
2006
2007
2008
2009
2010
2011

similar documents