Da Inovação à Inovação em serviços

Report
Da Inovação à Inovação
em serviços
Conceitos fundamentais
2
O primeiro conceito de inovação...
 Inovação para Schumpeter (1912)
 Inovação consiste em “novas combinações de recursos que permitem gerar:
 Novos produtos
 Novos processos
 Novos mercados
 Novas formas de organização
 Novas fontes de matéria-prima”.
3
O que sabemos sobre inovações?
 Inovações sempre trazem melhorias. Então, se é inovação,
necessariamente é melhor que o que havia antes.
 Se é simplesmente diferente, é mudança, mas não inovação.
 A melhoria de uma inovação pode ser percebida como geração de valor.
Assim, uma inovação sempre gera valor, que pode ser:
 Econômico
 Público
 Social
4
Como perceber o valor de uma
inovação?
 Nem sempre a inovação torna algo mais barato.
 Lucro pode ser um parâmetro, mas não necessariamente é o melhor.
 Indicadores são uma boa fonte, mas nem sempre são óbvios.
 Que indicadores você usaria para medir inovações no ensino?
 E inovações em um serviço hospitalar?
 Resultados, quando mensuráveis, são uma boa opção.
 Quanto aumentamos a venda deste produto?
 Quando reduzimos nossos custos de produção?
Qual o papel da
inovação?
6
Entre o conhecimento e o
progresso: a inovação
Conhecimentos
empíricos ou científicos
Inovações técnicas ou
tecnológicas
Progresso técnico ou
tecnológico
Desenvolvimento
7
Como são as inovações?
 “Uma inovação é uma nova forma de conhecimentos para gerar um novo
conhecimento que possua valor de troca e não só valor de uso.”
 “A invenção é a solução tecnicamente viável de um problema, enquanto a
inovação é a solução técnica e economicamente viável para um problema”.
 Como se manifestam as inovações?
 Incrementais / radicais
 Produtos / Processos
Incrementais X Radicais
Incrementais
 Referem-se a melhorias ou
aprimoramentos de uma
solução já existente.
 Ocorrem em processos
contínuos, não representando
rupturas com a tecnologia /
técnica já existente.
Radicais
 Fazem com que a tecnologia
ou técnica evolua de forma
brusca, rompendo com a
tecnologia anterior.
 Muitas vezes, inovações
radicais são resultado de
aglomerados de inovações
incrementais.
8
Produtos X Processos
Produtos
 São mais comuns.
 Dependem do nível de análise.
Processos
 São as menos comuns e mais
valiosas.
 Novos processos resultam em
novos métodos produtivos, e
geram maior capacidade de
produção.
9
Modelos de inovação
ETAPAS DO PROCESSO DE INOVAÇÃO
Modelo Linear
O processo de inovação deriva unicamente das
atividades de pesquisa e desenvolvimento (P&D).
Seguiria, portanto, algumas etapas pré-definidas, tais
como:
 Pesquisa fundamental
 Pesquisa aplicada
 P&D industrial
 Inovação
 Produção
Science-push
Fonte: Grizendi, 2005
ETAPAS DO PROCESSO DE INOVAÇÃO
 Chain-Linked Model (Kline; Rosemberg, 1986)
 O processo de inovação não é linear, havando ao longo da cadeia de inovação
inumeras oportunidades de feed-back que intereferem diretamente no processo.
 Importância das relações de marketing e do conjunto da empresa na gestão da
inovação.
Conciliação entre science-push e
demand-pull
Figura 5 – Chain-Liked Model e os fluxos da informação e cooperação
Fonte: adaptado de Kline e Rosenberg (1986, p. 290).
14
Modelo Sistêmico de
Inovação
Medidas para a
inovação: a PINTEC 2011
Estrutura
Lógica da
Pintec
Setores e Tipos de Inovação
Taxa de
Inovaçã
o por
Produto
e
Processo
Entendendo inovações
em serviços
22
Representação do Produto do Serviço
em termos de características
(adaptado de Gallouj, 2002)
Competências diretas dos prestadores
C1
C2
.
Ck
.
.
Cp
Competências dos
clientes
Características de serviço ou finais
Y1
Y2
.
Yk
.
.
Yp
C’1 C’2 . . C’k . . C’q
T1
T2
.
Tk
.
.
Tp
Características técnicas
materiais e imateriais
Modelos de Inovação em Serviços
23
 Inovação radical
 Criação de novas características
 Inovação de melhoramento
 Aumento no peso (qualidade) de características
 Inovação incremental
 Adição (ou eliminação de características)
 Inovação ad hoc
 Produção de novas competências, parcialmente replicáveis, na relação usuário
produtor
 Inovação recombinativa
 Combinação ou reagrupamento de grupos de característica
 Inovação de formalização
 Formatação ou padronização das características
Um passo a mais:
inovações em serviços
públicos
De um a outro
Os “mundos”de onde vem as características
que se mobilizam na inovação em serviços
públicos
- Mundo técnico ou industrial: seus outputs são descritos e estimados
majoritariamente em termos de volumes, fluxos e operações técnicas;
- Mundo financeiro ou de mercado: valor e transações monetárias ou
financeiras;
- Mundo relacional ou doméstico: relações interpessoais, empatia e
relações de confiança construídas ao longo do tempo, qualidade das
relações;
- Mundo cívico: relações sociais baseadas em busca por tratamento
igualitário, paritário e justo.

similar documents