Aula 3 - Protozoários

Report
Professora Luciana Guerim
 São divididos em Fitoflagelados e Zooflagelados;
 Apresentam um ou dois flagelos e tipicamente
apresentam cloroplastos;
 Maioria em vida livre;
 Flagelados comuns: Euglena, Chlamydomonas, Volvox
e Peranema.
 Um ou mais flagelos;
 Ausência de cloroplastos;
 Alguns são de vida livre, mas também podem ser
comensais, simbióticos ou parasitos.
Filo Euglenophyta
 Maioria dos flagelados deste grupo são de ambiente de




água doce e poucos podem habitar o ambiente
marinho;
O corpo é relativamente rígido mantido por uma
película de proteínas abaixo da membrana celular;
Portam normalmente dois flagelos de tamanho
desigual;
Alguns apresentam cloroplastos e é fotossintetizante;
Apresentam clorofila a e b e a substância de reserva é o
paramilo.
Filo Dinophyta
 Possuem dois flagelos, um longitudinal e um
transversal, que faz com que eles rodem como um
pião;
 Estes flagelos repousam em sulcos próprios: sulco
longitudinal e sulco equatorial.
 São comuns em todos os habitats aquáticos, mas sua
maior diversidade é marinha.
 Pelo menos a metade deles é fotossintetizante,
possuindo clorofila a e c2, ficobilinas, carotenóides e
xantofilas, esta última lhes conferindo a cor dourada
ou marrom.
 As espécies heterotróficas podem ingerir partículas por
fagocitose ou são saprofágicas (se alimentam de
matéria orgânica em decomposição).
 Suas substâncias de reserva são gotas lipídicas (óleos)
ou amilo.
 Reproduzem-se por divisão binária oblíqua ou
desigual, mas existem espécies que possuem
reprodução sexuada.
Filo Chlorophyta
 São a chamadas “algas verdes”;
 Seus cloroplastos são muito semelhantes aos das
plantas, possuindo clorofila a e b, e estocam nutrientes
na forma de amido;
 Algumas formam colônias.
Filo Stramenopila
 Formado por um grupo heterogêneo de organismos:
Diatomáceas, Crisófitas (algas douradas) e “fungos
flagelados” (Oomycota);
 Caracterizam se por possuir dois flagelos desiguais que
portam pelos tripartidos
 São encontrados em todos os habitats aquáticos,
inclusive os glaciais.
 As mais conhecidas são as diatomáceas, por serem
extremamente comuns e numerosas e possuírem
belos esqueletos silicosos ou calcários.
 Suas características celulares são: mitocôndrias com
cristas curtas tubulares, núcleo único, as formas
fotossintéticas possuem clorofila a, c1 e c2, xantofilas
amarelas e marrons, que lhe dão uma cor marromesverdeada, por isso são chamadas por alguns de “algas
douradas”.
Filo Kinetoplastida
 Caracterizam por possuir uma única mitocôndria
modificada e alongada chamada cinetoplasto.
 O cinetoplasto possui um tipo de DNA próprio,
chamado kDNA.
 Podem ser divididos em dois grupos: os bodonídeos e
os tripanossomatídeos.
 Os bodonídeos são de vida livre e vivem em ambientes
aquáticos marinhos e de água doce, ricos em matéria
orgânica.
 Os tripanossomatídeos são exclusivamente parasitos,
infectando invertebrados, vertebrados e até plantas.
Filo Coanof lagellata
 são um pequeno grupo de protistas marinhos e dulcícolas
de vida livre, com pouco mais de 125 espécies conhecidas.
 Podem ser solitários ou coloniais, sésseis ou livrenatantes.
 As espécies sésseis prendem-se por meio de uma haste,
parte de uma teca.
 Os indivíduos coloniais são unidos por uma matriz
gelatinosa ou por seus colares, têm como característica
distintiva possuir um colar cilíndrico de microvilos ao
redor da base do flagelo único, formando um sistema
filtrador para a captura de bactérias para alimentação.
Filo Parabasilida
 Formado por protistas anaeróbios endosimbiontes de
animais, sendo conhecidas somente 4 espécies de vida
livre, todas de ambientes anóxicos (sem oxigênio).
 Poucos são parasitos, mas o filo engloba parasitos de
importância médico-veterinária, como o Trichomonas
vaginalis, humano e o Tritrichomonas foetus, bovino.
 presença do aparato parabasal (Complexo de Golgi
associado com fibras parabasais), ausência de
mitocôndrias, substituídas por uma organela chamada
hidrogenossoma.
 Uma outra estrutura que facilita o reconhecimento
deste filo é o axóstilo, uma estrutura rígida em forma
de agulha que atravessa o citoplasma;
 divididas em dois grupos os tricomonadidas e os
hipermastigotos.
 Os tricomonadidas são simbiontes ou parasitos no
trato digestivo, respiratório e reprodutor de
vertebrados.
 Os hipermastigotos possuem centenas de flagelos e
vivem como mutualistas obrigatórios no trato digestivo
de insetos, como cupins e baratas.
Filo Diplomonadida
 Caracteristicamente possuem dois núcleos, um
número variável de flagelos, mas o mais comum são
oito.
 Não possuem mitocôndrias. São heterotróficos, se
alimentando de substâncias orgânicas através da
fagocitose e da pinocitose.
 Reproduzem-se por divisão binária longitudinal e
podem formar cistos (formas de resistência) durante o
seu ciclo de vida.
 Divisão Simetrogênica;

similar documents